“A bala que matou Sadi” e a vida que não segue! Protesto não deve ser em vão!

É a forma encontrada pelos gestores para se “blindarem” um pouco em relação às cobranças dos que lhe fazem oposição. É a “regra do jogo”, diga-se de passagem.

POLITIZANDO – HABACUQUE VILACORTE – Em Sergipe, nos últimos anos, quando nos deparamos com acontecimentos fora da normalidade, sobretudo quem está a frente do poder público, sempre busca minimizar os fatos, reduzir o impacto que determinada medida ou fato possam ter junto à opinião pública, dentro de um contexto social. E quando se trata de uma crítica, construtiva ou não, é comum vir à tona a expressão “politizar”. É a forma encontrada pelos gestores para se “blindarem” um pouco em relação às cobranças dos que lhe fazem oposição. É a “regra do jogo”, diga-se de passagem.

“Pulando etapas” e indo direto ao “ponto”, é impossível não se solidarizar com os amigos e familiares do empresário Said Gitz, da cerâmica Escurial, em Nossa Senhora do Socorro, que na manhã dessa quinta-feira (4), participava do Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia de Gás Natural em Sergipe, e diante de tantas autoridades, em especial o governador Belivaldo Chagas (PSD) e o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, se suicidou, logo após o discurso do chefe do Executivo Estadual.

Ao longo do dia do incidente, setores da imprensa adotaram posturas diferentes sobre a morte do empresário. Falou-se em precipitação dele, em depressão e em uma série de problemas financeiros. Todos se preocuparam em poupar o ser humano e governador Belivaldo, mas ninguém se ateve à pergunta que não quer calar: o que levou o empresário a tirar sua própria vida? Diferente do que possam imaginar, este colunista não vai aqui responsabilizar diretamente o governador pelo acontecido. Até porque, até onde se sabe, o empresário também não vinha cumprindo com suas obrigações.

Mas, como perguntar não ofende, por que antes de atirar contra si, Said chamou o “galeguinho” de mentiroso? Por que a escolha de um importante Seminário para se suicidar? Há até quem questione: por que atirou contra si, se naquele momento poderia ter tirado outra (s) vida (s)? Talvez estas sejam perguntas que jamais encontremos respostas convincentes, mas não se pode negar que de um empresário muito bem sucedido em Sergipe, Said passou a sofrer com os efeitos da recessão que tomou conta do País e da falta de uma política eficiente de incentivo em seu Estado…

Certamente em “choque”, após o acontecido, e em uma entrevista mal colocada à imprensa, Belivaldo lamentou a morte, mas mesmo deixando transparecer certa “frieza” (isso não é um defeito), usou indevidamente a expressão “vida que segue”! Por mais que assessores, agregados, “apaixonados” ou “aduladores” tentem, aquilo soou como um “golpe abaixo da cintura” para amigos e familiares de um homem que tirou sua própria vida, certamente em desespero, vendo seu empreendimento, que gera centenas de empregos e renda, em estágio avançado de “hibernação”..

O desemprego é o mal que assola o País e com ele vêm reflexos sociais perigosos. O desespero de Sadi é o mesmo sentido por centenas de médios e pequenos empresários sergipanos que não encontram um suporte efetivo no poder público e se sentem traídos, abandonados, esquecidos! Talvez o “tiro contra si” dado por Sadi sirva de “estopim” para uma realidade que todos sabemos, mas poucos se expõem. A “bala que o matou” tem uma simbologia, marcou um protesto individual com efeitos coletivos. Não pode ficar em vão! Até porque, infelizmente, a “vida não segue”…

Veja essa!

Questionar a falta de uma política eficiente do governo de Sergipe voltada para os empresários não é “politizar a morte de Sadi” como insinuam jornalistas, colunistas e parte da classe governista. É apenas a expressão da verdade que, em um mundo de hipocrisia, nunca é bem digerida.

E essa!

Como perguntar não ofende, se ao invés de atirar contra si, se Sadi atirasse contra alguma autoridade, alguém diria, em alto em bom som, “vida que segue”? Que sua morte e seu protesto não tenham sido em vão…

Insegurança

Nas redes sociais, ao longo de toda a quinta-feira houve uma preocupação com as autoridades que estavam presentes e até com a “imagem” do hotel onde aconteceu o incidente. Mas, logo após o disparo, não se tem informações de alguém que tenha, ao menos, tentado salvar a vida do empresário.

O que matou Sadi?

Eis a pergunta que não quer calar! Será que foi apenas a questão financeira? Ele realmente vinha sofrendo com sinais depressivos? Foi alguma promessa feita a ele e que não saiu do papel?

Empresários sofrem

Este colunista não é assessor da classe empresarial, mas em meio a crise que o nosso Pais está submetido, eis uma categoria que precisa ser incentivada. Estamos falando de geradores de emprego e renda. A “máquina pública” não suportou a “demanda” e está na UTI! Quem pode ajudar o País a dar uma guinada são justamente esses empresários. Parece que só Sergipe não enxerga isso…

Exclusiva!

Há cerca de um mês, mais ou menos, em uma conversa reservada com este colunista, um empresário que tenta sobreviver com seu empreendimento em plena crise, desabafou: “hoje em dia, aqui em Sergipe, se eu cumprir com todas as minhas obrigações, se eu for 100% honesto, eu quebro!”. Infelizmente é a realidade…

Tem que pensar

O que aconteceu com Sadi poderia muito bem ter acontecido com qualquer outro empresário que atravessa sérias dificuldades financeiras e não consegue honrar seus compromissos e nem manter o sustento de diversos pais de famílias. O governador precisa ter ao seu lado “mentes pensantes”, pessoas que foquem no desenvolvimento e não apenas “bajuladores”.

Pipoca, café e amém!

O governador precisa buscar gente com conhecimento, pessoas com experiência em gestão pública, inclusive adversários. Precisa tirar Sergipe do “buraco” em que entramos. Foi eleito com esse compromisso! Não vai conseguir ao lado de “aduladores”, que só dizem “amém” e que ficam comendo pipoca e tomando cafezinho no Palácio…

Faltou gestão

Este colunista vai encerrar este assunto do empresário Said Gitz pontuando que não se pode responsabilizar a pessoa do governador ou do ex-governador, mas a falta de gestão pública em Sergipe. O mesmo grupo está no comando do Estado desde 2007. Se chegamos ao “caos”, a responsabilidade só não é da oposição.

Mea-culpa?

Após o incidente envolvendo o dono da cerâmica Escurial (consumidor de gás natural), o governo do Estado, através do seu Diário Oficial dessa sexta-feira (5), publicou decreto que reduz a carga tributária do ICMS do gás natural para as operações que destinem esse produto a empresas localizadas em Sergipe.

 Belivaldo Chagas I

“Nós do governo do estado vamos modificar toda a regulamentação do gás, para atrair mais empreendimentos para que possamos criar a nossa região portuária, na Barra dos Coqueiros. Toda essa região estará sendo preparada como a sua infraestrutura, para receber novos empreendimentos”.

Belivaldo Chagas II

“Até lá, quando efetivamente tivermos a exploração do gás, em função do que está sendo descoberto em nossa bacia, nós já estaremos com ambiente todo preparado para que o desenvolvimento aconteça a partir dessa nova era do gás em Sergipe”, destacou o governador.

 Concurso Público

A Assembleia Legislativa de Sergipe está convocando mais 11 aprovados no concurso público, sendo duas das vagas são para portadores de necessidades especiais e nove para a ampla concorrência. Foram chamados para se apresentarem dois aprovados para Processo Legislativo, um para Arquiteto, um para Jornalista, cinco para Técnico Legislativo, um para Médico e um para Engenheiro Civil.

Luciano Bispo

“Era um compromisso da nossa gestão de dar continuidade à convocação dos aprovados no concurso público. Isso é fruto do empenho e da somação de todos que fazem a Alese. Essas pessoas se dedicaram e alimentaram um sonho. Agora elas vão pode concretizá-lo”, pontua o presidente da Alese.

Cronograma I

No próximo dia 12, os aprovados devem comparecer à Diretoria Geral da Alese para o recebimento do Ofício de encaminhamento ao Perito Médico Oficial do Estado de Sergipe, das 8 às 12 horas. Os aprovados terão que comparecer ao setor de Perícia Médica Oficial, para apresentação de exames, entre os dias 1º e 2 de agosto, das 7 às 8 horas.

Cronograma II

No dia 15 de agosto está prevista a Lavratura do Ato de Nomeação e, no dia 22, no intervalo das 8 às 12 horas, haverá a entrega na Coordenadoria de Recursos Humanos dos documentos do Capítulo XIV, do Edital nº 01/2018, inclusive o laudo médico emitido pela Perícia Médica Oficial do Estado.

Posse

Superado todo esse processo, os aprovados serão empossados em ato na Assembleia Legislativa previsto para o dia 2 de setembro às 8 horas. Para maiores informações ou esclarecimentos, os interessados no concurso público podem encaminhar um e-mail para convocação@al.se.leg.br

 TCE I

O presidente do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE), conselheiro Ulices Andrade, recebeu em seu gabinete representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A visita de cortesia foi motivada pelos convênios existentes entre o TCE e a instituição financeira, especialmente no que diz respeito à fiscalização de obras públicas, a exemplo das que vêm sendo executadas por meio do Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur).

TCE II

“Queremos ressaltar a parceria que tem o BID com o Tribunal de Contas no marco do Prodetur do Estado de Sergipe. O Tribunal já vem auditando o programa faz cinco anos, este vai ser o último ano de execução do projeto. Então, a gente quis vir visitar o presidente do Tribunal de Contas e agradecer pela colaboração no marco dessa parceria”, disse o especialista financeiro do Banco, Carlos Capizo.

Gustinho Ribeiro I

O deputado federal Gustinho Ribeiro (SD) integra a lista dos parlamentares que disputarão o Prêmio Congresso em Foco 2019 (um dos mais relevantes do país), que escolherá os Melhores Deputados e Melhores Senadores deste ano. “Isso nos motiva para continuar trabalhando com total dedicação nos projetos que temos desenvolvido ao longo do ano, com transparência e de interesse da população”, afirmou Gustinho.

Gustinho Ribeiro II

O Congresso em Foco, de acordo com o regulamento, pode selecionar apenas congressistas que não respondem a acusações criminais. Os mais bem avaliados serão escolhidos por meio de três filtros: votação popular, júri especializado e jornalistas que cobrem o Congresso. A votação na internet vai se estender de 1º a 31 de agosto. Os vencedores serão anunciados em cerimônia marcada para 19 de setembro.

Fábio Reis I

No mundo atual onde vivemos, com avanços tecnológicos diários, novos negócios, surgimento e fim de profissões, torna-se algo imprescindível para os jovens e adolescentes, formas de ensino inovadoras. Esse entendimento é do deputado federal Fábio Reis (MDB), que defende a criação de uma política nacional com o objetivo de disseminar na escola pública a cultura do empreendedorismo.

Fábio Reis II

“Acredito que com esse ensino é possível contribuir para a formação de jovens e adolescentes, através de uma proposta pedagógica inovadora, capaz de transformar as suas competências básicas em competências empreendedoras, duráveis, essenciais e necessárias ao seu desenvolvimento profissional, pessoal e futuro. Precisamos fazer chegar a ideia básica da cultura do empreendedorismo no ensino público”, defende o parlamentar.

Soneca no rádio

O vereador Palhaço Soneca (Cidadania) concedeu a primeira entrevista após a publicação de uma foto na festa do Mastro, na cidade de Capela, no último final de semana. A fotografia se espalhou nas redes sociais e gerou polêmica pelo fato do parlamentar está de licença médica.

Fala Soneca!

“As pessoas me trataram como um bandido. Não cometi crime algum, só desobedeci uma orientação médica no fim da minha recuperação. Estou bem e lamento pela repercussão do caso. Vejo tudo isso como perseguição política e preconceito por eu ser um pessoa humilde”, declarou Palhaço Soneca em entrevista exclusiva à emissora de rádio Fan FM.

 Não mancha

“Soneca disse ainda que conhece as pessoas que estão tentando manchar o mandato dele como vereador. “A perseguição política começou desde quando assumi o cargo na Câmara Municipal de Aracaju. Até agora os opositores buscam qualquer fato para me prejudicar, mas o povo do Bairro Olaria sabe o quanto já fiz e ainda vou fazer por esta comunidade”, disse.

Alessandro Vieira

Após rejeitar o decreto das armas do governo, o Senado trabalha em um projeto de revisão do Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826, de 2003). Escolhido por lideranças partidárias para relatar a proposta, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) ouviu em audiência pública da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) representantes de diversos setores da sociedade sobre a situação do registro, posse e porte de armas no Brasil.

Contra o tempo

Alessandro, que foi o relator do projeto de lei que estende a posse de armas na zona rural para toda a área das propriedades (PL 3715/2019), aprovado pelo Senado na semana anterior, também assumiu a tarefa de relatar o PL 3.713/2019. A proposta — batizada de PL das Armas — foi apresentada por senadores do PSL e pelo líder do governo, senador Fernando Bezerra (MDB-CE), e praticamente repete o teor dos decretos editados no primeiro semestre deste ano pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

São Cristóvão

O município de São Cristóvão foi incluído nas emendas da Lei de Diretrizes Orçamentárias para implantação de esgotamento sanitário no Rosa Elze. A emenda do senador Rogério Carvalho atende um pedido do prefeito Marcos Santana, o qual vem buscando, junto aos parlamentares federais e à Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). A obra beneficiará mais de 45 mil pessoas, conforme dados do Censo de 2010, o que corresponde a 57% da população do município de São Cristóvão.

Marcos Santana

“O povo são-cristovense agradece ao senador Rogério  por ter acatado nossa solicitação e incluído o esgotamento do Eduardo Gomes entre as emendas da Lei Orçamentária. Estamos confiantes que nosso pleito será atendido e que beneficiaremos mais de 45 mil pessoas com essa obra. Nosso trabalho por esgotamento sanitário é permanente. Constantemente, pleiteamos, junto à Deso, intervenções e investimentos no município. Sabemos que, além de infraestrutura, esgotamento é saúde”, declarou Marcos Santana.

João Daniel

O deputado federal João Daniel (PT), acompanhado pelo vereador de Aracaju Camilo Lula (PT), participou de reunião com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Sergipe (Sintect/SE), Jean Marcel, na manhã desta sexta-feira, dia 5, para definir os detalhes para a audiência pública “Privatização dos Correios e suas consequências para o país”, que será realizada na próxima quinta-feira, dia 11, no Centro Cultural de Aracaju, localizado na praça General Valadão, às 15 horas.

Audiência Pública

Realizada através de requerimento apresentado pelos deputados João Daniel e Leonardo Monteiro (PT/MG) e aprovado na Comissão de Participação Legislativa da Câmara, a audiência tem como objetivo de debater o papel estratégico dos Correios e as implicações da sua privatização para a população brasileira. A empresa está entre as que estão incluídas no programa de privatizações do governo Bolsonaro.

Zezinho Sobral I

O deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) participou da solenidade de posse do engenheiro agrônomo e perito federal agrário Haroldo Araújo Filho como superintendente da Agricultura em Sergipe (SAG/MAPA), órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O evento contou com as presenças do deputado federal Laércio Oliveira, do presidente da Federação de Agricultura e Agropecuária de Sergipe (Faese/Senar), Ivan Sobral, o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Sergipe (Aease), Fernando Andrade, entre outras autoridades.

Zezinho Sobral II

“Haroldo tem formação, qualificação, origem e convicções muito bem formadas. Tem competência e compromisso em prestar um bom serviço público. Ele assume uma função em um momento importante para o Brasil e para a história do Ministério da Agricultura. Desejo boa sorte e sucesso para que possa ampliar ações e fortalecer o segmento”, afirmou Zezinho Sobral.

APMAJU

O presidente da Associação dos Procuradores do Município de Aracaju – APMAJU, Arício Andrade, esteve em Brasília para cumprir uma agenda importante: juntamente com procuradores municipais de todo o Brasil, visitar senadores em busca da aprovação da PEC 17/2012, que visa ao fortalecimento da advocacia pública. O Senado analisa propostas de emenda à Constituição que têm o objetivo de fortalecer as categorias responsáveis pela defesa dos interesses da União, dos estados e dos municípios.

Laércio Oliveira I

O deputado federal Laércio Oliveira participou da solenidade de posse do engenheiro agrônomo Haroldo Araújo Filho, no cargo de superintendente Federal da Agricultura do Estado de Sergipe, órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A solenidade ocorreu na sede da instituição em Aracaju.

Laércio Oliveira II

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é responsável pela gestão das políticas públicas de estímulo à agropecuária, pelo fomento do agronegócio e pela regulação e normatização de serviços vinculados ao setor. No Brasil, o agronegócio contempla o pequeno, o médio e o grande produtor rural e reúne atividades de fornecimento de bens e serviços à agricultura, produção agropecuária, processamento, transformação e distribuição de produtos de origem agropecuária até o consumidor final.

Haroldo Araújo I

O superintendente Haroldo Araújo é engenheiro agrônomo, formado pela Universidade Federal de Sergipe, pós-graduado em irrigação e com curso de aperfeiçoamento em Regulação Fundiária pela Unicamp. Ele começou seu discurso agradecendo aos familiares, amigos e a Deus. “Conheci Laércio quando fui a Brasília para tentar ver uma audiência que estava pendente na comissão de trabalho e o vice-presidente era o deputado Laércio”.

Haroldo Araújo II

“Eu não o conhecia e fui conversar com ele para ver se ele tinha como destravar essa audiência pública, e por causa dele, essa audiência pública aconteceu e de lá pra cá, eu comecei essa amizade e eu como cidadão comecei a enxergar em Laércio um agente público e político de transformação”, disse Haroldo.

Minuto de silêncio

O deputado Laércio começou seu discurso pedindo um minuto de silêncio em decorrência do que aconteceu ontem no Simpósio de Oportunidades do Gás. “A gente não entende, sofre ao ver um amigo, uma pessoa próxima chegar ao extremo de tirar sua própria vida. Então, lamento muito e sei o quanto a família sofre nesse momento e agora a gente tem que juntar os caquinhos da vida e fazer uma reflexão para honrar a vida daquele amigo”, citou Laércio em tom de emoção.

Melhorias

“Desejo a Haroldo uma excelente gestão e que siga buscando melhorias para a instituição para que possa desenvolver um trabalho ainda melhor para o homem do campo. Sabemos que o agronegócio movimenta o Brasil e a agricultura familiar está presente na mesa de todos nós”, completou Laércio Oliveira.

Amorim I

O município de Simão Dias recebeu, nesta sexta-feira (05), uma ambulância e dois veículos de pequeno porte adquiridos com recursos destinados por Eduardo Amorim, por meio de emenda parlamentar de R$ 500 mil.  O valor possibilitou também a aquisição de materiais e equipamentos para Unidade Básica de Saúde. Ainda na solenidade, foi assinada Ordem de Serviço para reforma do canteiro central da Avenida Construtor João Antônio de Santana município.

 Amorim II

“Recebemos esses veículos e equipamentos, que serão essenciais para melhorar a qualidade da Saúde em nosso município. Assinamos também a Ordem de Serviço para reforma do canteiro central na entrada de nossa cidade, fruto também de emenda destinada por Eduardo Amorim”, ressaltou o gestor, reconhecendo o trabalho do sex-senador em prol do Estado. “Fica aqui o nosso agradecimento por esses recursos. Tenho certeza que o sucesso da nossa gestão só foi possível graças às parcerias que buscamos com os parlamentares, a exemplo do então senador Eduardo Amorim”, salientou.

Alô Simão Dias!

“Fico feliz em contribuir com o desenvolvimento de Simão Dias, especialmente na saúde, que é uma área fundamental para a população. Parabenizo a gestão do prefeito Marival Santana e do vice, Aloízio Viana, que está transformando o município”, destacou Eduardo, que foi representado pelo advogado, Rodrigo Thiago.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

Deixe seu comentário...