A reforma é válida sem retirar direitos adquiridos, afirma Laércio

A Reforma da Previdência não tem saída. Ou faz ou não tem emprego.

BRASÍLIA – O deputado federal Laércio Oliveira (PP) voltou a afirmar, nesta quarta-feira, dia 16, que o país precisa de uma série de ações para ter uma retomada econômica. Laércio salientou que uma dessas ações se enquadra na Reforma da Previdência, proposta que deve ser apresentada pelo Governo Federal ao Congresso, nos próximos meses.

“A Reforma da Previdência não tem saída. Ou faz ou não tem emprego e nem tem como pagar os aposentados nos próximos anos. A sociedade precisa entender. Eu sou a favor da reforma da previdência desde que não retire os direitos já conquistados. Mas quem tem a carteira de trabalho assinada hoje, vai ter que entender que vai trabalhar 65, 67 anos. Temos que encontrar uma equação que viabilize a aprovação da reforma e esse é o desafio do novo Congresso”, disse.

Sergipe

Quanto à Reforma da Previdência em Sergipe, o deputado observou que todos os estados que encontram- se com dificuldades estão aguardando o encaminhamento do Governo Federal para assim tomarem suas decisões.

“É natural porque passa a agir no pensamento concretizado por meio de uma ação efetiva. Aumentar a alíquota é uma solução, combater a inadimplência na previdência, rever as aposentadorias também é um caminho possível. Aquilo que o Governo Federal sinalizar certamente prefeituras e governos irão seguir o mesmo caminho”, disse.

Ministério do Trabalho

Mesmo apoiando o governo Bolsonaro, Laércio não concordou com a ideia de o presidente extinguir o Ministério do Trabalho. Para ele, a Justiça do Trabalho é indispensável e só é preciso redesenhar sua estrutura.

“Eu acho que a melhor das coisas em todas as áreas é o equilíbrio. Os litígios continuarão acontecendo e é preciso que as duas partes sejam contempladas. Existe trabalhador e trabalhador, assim como existem empresários e empresários. Para os maus empresários a Justiça precisa estar presente e atuar”, defendeu.

Sergipe Noticias – com o informações da Nova Brasil FM e do Universo Político

Deixe seu comentário...