AMESE pede aumento no efetivo das guarnições motorizadas de “02 PMs para 04” por viatura e readequação do policiamento da capital

A operação “Madrugada Segura” está sendo realizada pelo Comando de Policiamento da Capital.

SERGIPE – A Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese), oficiou na manhã desta terça-feira (23) o comandante geral da Polícia Militar, Coronel Marcony Cabral, solicitando ao mesmo que reveja a forma que a operação “Madrugada Segura” está sendo realizada pelo Comando de Policiamento da Capital.

Segundo a AMESE a PM, ao dispor policiais militares em pontos da grande Aracaju de forma estática privilegia a iniciativa de atentados contra estes profissionais pela previsibilidade da rotina de comparecimento do militar. Ou seja, os meliantes já saberão onde o policial militar se encontra e poderão atentar contra a vida do mesmo.

Outra demanda da entidade é que seja aumentado o efetivo das guarnições motorizadas de dois policiais militares para quatro homens por viatura.

“A situação de trabalho do policial militar por si só já é de vulnerabilidade. Além das dificuldades enfrentadas por estes profissionais no dia a dia, a realização desse policiamento –  de forma estática – prejudica a população por diminuir o alcance do patrulhamento, além de deixar o policial militar suscetível a ataques. Além disso, dois policiais militares por viatura não garante a segurança de quem deve prestar segurança” foi o que alegou o presidente da AMESE, o sargento Jorge Vieira.

FONTE: AMESE

 

Deixe seu comentário...