Antonio Moraes lamenta nota de delegado e diz: “dor de barriga não dá uma vez só”

Mas não é isso que pensa o policial civil Antonio Moraes, a nota do delegado é “lamentável e antidemocrática”.

SERGIPE – O encontro que o deputado estadual Gilmar Carvalho teve nesta segunda-feira (21) com representantes da Adepol continua repercutindo.

Por conta de uma camiseta usado pelo parlamentar e que trazia no peito uma foto do projeto OPC, da polícia civil, o delegado Paulo Márcio considerou um gesto “deselegante e provocativo”.

Mas não é isso que pensa o policial civil Antonio Moraes, a nota do delegado é “lamentável e antidemocrática”.

Veja o que diz a nota na íntegra

NOTA DE AGRADECIMENTO

A lamentável e antidemocrática nota de repúdio emitida pelo ex-presidente da ADEPOL evidencia a essência da direção e dos seguidores desse sindicato travestido de associação. Têm vergonha de se reconhecerem como trabalhadores, por isso não se apresentam como sindicado (SINDEPOL, entidade registrada em 08/08/2011, “coincidentemente”, no período em que fui abruptamente afastado da presidência do SINPOL Sergipe, tendo sido reconduzido em 15/08/2011, por decisão da categoria).

GRATIDÃO. É a palavra que posso dizer ao deputado estadual Gilmar Carvalho ao, efetivamente, vestir a camisa do Projeto Oficial de Polícia Civil – OPC, defendido pelo nosso Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe – SINPOL Sergipe, atualmente, muito bem presidido pelo meu colega Adriano Bandeira e demais diretores.

Gilmar, em nenhum momento de sua história política, desrespeitou nenhuma entidade de classe. Gilmar sempre abriu seus microfones e emprestou seu carisma às causas legítimas dos trabalhadores. Gilmar sempre teve posição definida e sempre respeitou aqueles que pensassem de modo contrário.

Gilmar Carvalho vestiu a camisa da categoria policial civil quando de seu último encontro com a direção da Adepol em um sinal claro de sua posição de defesa do Projeto OPC. Seu respeito e consideração à Adepol se demonstraram clara e simplesmente por seu gesto de recebe-los e ouvi-los, como sempre fez e faz com a Adepol e com todas as entidades que lhe procuram.

Lamentável a postura do ex-presidente da Adepol que parece ter se esquecido das tantas outras vezes que Gilmar Carvalho apoiou demandas da Adepol, inclusive quando ele mesmo presidiu a associação/sindicato.

Dor de barriga não dá uma vez só. Fica a dica!

Aracaju, 21 de outubro de 2019.

ANTONIO MORAES

Ex-presidente do SINPOL Sergipe

Deixe seu comentário...