Aracaju registra cesta básica mais barata entre as capitais brasileiras no mês de janeiro

O custo da cesta em Aracaju comprometeu no mês de janeiro, 38,57% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários).

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgou nesta quinta-feira (06) a informação de que Aracaju continua com o menor preço da cesta básica entre as capitais brasileiras no ano de 2020.

Segundo o Dieese, o valor registrado na capital sergipana no mês de janeiro de 2020 foi de R$ 368,69, sendo 4,75% superior ao de dezembro.

O custo da cesta em Aracaju comprometeu no mês de janeiro, 38,57% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários).

Em termos comparativos, o trabalhador aracajuano, cuja remuneração equivale ao salário mínimo, precisou cumprir jornada de trabalho equivalente a 78 horas e 4 minutos para comprar a cesta.

AUMENTO

O custo da cesta básica em janeiro subiu em 11 capitais. As maiores altas foram registradas em Aracaju (4,75%), Salvador (4,43%), João Pessoa (3,87%) e Belo Horizonte (2,57%). Já as quedas mais expressivas ocorreram em Florianópolis (-4,41%), Rio de Janeiro (-1,89%), Curitiba (-1,43%) e Vitória (-1,41%).

A capital com a cesta mais cara foi São Paulo (R$ 517,51), seguida pelo Rio de Janeiro (R$ 507,13) e por Porto Alegre (R$ 502,98). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 368,69) e Salvador (R$ 376,49).

Deixe seu comentário...