Assistência e Fundat se reúnem para discutir parcerias

Projeto ‘Cultivando Cidadania’ para outras unidades da Fundat.

ARACAJU – A secretária municipal da Assistência Social, Rosane Cunha, e o presidente da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), Jorge Araujo Filho, reuniram-se, nesta quarta-feira, 17, para discutir sobre as possibilidades de atuação em conjunto entre os dois órgãos municipais. Na oportunidade, foram colocadas em pauta, a ampliação do projeto ‘Cultivando Cidadania’ para outras unidades da Fundat e a intensificação da divulgação das vagas de emprego destinadas às pessoas em situação de vulnerabilidade, a exemplo das pessoas com deficiência.

As duas pastas já desenvolvem ações e projetos em parceria. Uma das hortas do Cultivando Cidadania, por exemplo, fica instalada na Unidade de Qualificação Profissional Jardim Esperança. No espaço, o projeto atende usuários das unidades da Assistência Social, que são cadastrados no Cadastro Único e, também, as famílias associadas à Associação de Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência, de Funcionários do Banco do Brasil e da Comunidade (APABB). Com a iniciativa, os participantes são estimulados, através de técnicas de plantio e colheita, a plantarem e a manterem uma alimentação saudável e a gerarem renda: produzindo, consumindo e vendendo produtos naturais.

No ano passado, o projeto foi o grande vencedor do Nordeste no Prêmio Progredir, do antigo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Com a primeira colocação da região, o projeto conseguiu garantir, por meio de um convênio com o MDS, o valor de R$ 760 mil. Nesta semana, o Cultivando Cidadania recebeu R$ 250 mil, parte do valor do convênio, que será destinado na compra de equipamentos e demais materiais para consolidação das próximas etapas.

Na ocasião, a secretária da Assistência Social pediu o apoio da fundação nesta nova etapa de ampliação do Cultivando Cidadania e demonstrou o interesse em levar o projeto para outras instituições vinculadas à fundação. “A Fundat já é uma grande parceria da nossa secretaria. Desde o início do Cultivando nós estamos contando com o apoio da pasta. Ficamos muito felizes quando soubemos do recebimento de parte do recurso do governo federal. Entendemos que a nossa responsabilidade aumenta e, por isso, já começamos a traçar metas de ampliação do projeto. O diálogo com o presidente da Fundat foi justamente para pedir um apoio e pensarmos, de uma forma coletiva, em estratégias que contemplem o projeto, que tem como foco atender às pessoas de baixa renda do município, ofertando uma nova possibilidade de geração de vida e de manter uma vida saudável”, destacou Rosane Cunha.

O presidente da Fundat se comprometeu em estudar a viabilização de um espaço para que os equipamentos possam ser guardados com segurança e também de áreas para que outras hortas possam ser instaladas. “O nosso apoio ao projeto segue a linha estabelecida pelo prefeito Edvaldo Nogueira, que é o de trabalharmos sempre de mãos dadas. O Cultivando Cidadania é um projeto que temos muita alegria de termos visto crescer. Hoje, celebramos juntos o sucesso dessa grande iniciativa. Agora, o que queremos é fortalecer essa ideia cada vez mais para que, no futuro, o projeto traga ainda mais frutos para a população aracajuana. O viés do Cultivando é muito gratificante para gestão pública e tem tudo a ver com a Fundat, a partir do momento que traz como proposta a geração de renda”, disse Jorge Araujo Filho.

Durante a reunião, ambos os gestores também se comprometeram em trabalhar em conjunto na divulgação e estímulo do preenchimento das vagas ofertadas pelo órgão destinadas ao público da Assistência, principalmente às pessoas com deficiência.

FOTO: Pábulo Henry

Deixe seu comentário...