Atraso na entrega de apartamentos deixa compradores irritados

Apartamentos do Empreendimento Vida Feliz Condomínio Clube.

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

ARACAJU – O atraso na entrega dos apartamentos do Empreendimento Vida Feliz Condomínio Clube, localizado na avenida radialista José da Silva Lima, 351, no Jardim Centenário, em Aracaju, tem tirado o sossego  daqueles que adquiram o imóvel para sair do aluguel.

As informações passada por um dos moradores são de que a empresa Agnus Dei, construtora e incorporadora prometeu fazer as entregas das chaves da primeira etapa no dia 31 de dezembro de 2017, o que acabou não acontecendo. Segundo a Agnus Dei, o habite-se foi liberado no dia 23 de novembro de 2018, isso com quase um ano de atraso na entrega.

Esse atraso acabou por irritar aqueles que precisavam do imóvel. A partir daí, começou um verdadeiro “jogo de empurra”, já que quando a empresa era procurada, a informação era de que as correções estavam sendo realizadas e a partir daí, o morador era avisado para comparecer para acompanhar a segunda vistoria, porém isso acabava não acontecendo.

Com toda essa situação, algumas famílias que adquiriram esses apartamentos, resolveram procurar a imprensa para denunciar o descaso por parte da empresa que agora, após a entrega de algumas chaves, foi constatado que o imóvel ainda não está totalmente acabado e pronto para ser habitado, a exemplo da piscina que está com vazamento; cerca elétrica que está desligada, salão de festas sem os móveis, além da quadra de esporte que não tem nenhum material, assim como trave da quadra.

Mas o que chamou a atenção dos futuros proprietários, foi o fato de terem recebido os boletos para pagamento do condomínio e parcela do financiamento. Isso porque logo após a entrega do habite-se, ficou acordado entre os moradores que seria indicado pela maioria, um síndico, além do pagamento do condomínio, já que alguns apartamentos foram entregues, com a condição de que os reparos seriam feitos imediatamente, o que mais uma vez, acabou não ocorrendo.

Por fim, alguns moradores, cansados do “empurra-empurra” decidiram que irão ingressar na justiça contra a construtora, já que muitos deles estão com os contratos de locação vencidos e precisam urgentemente de um imóvel para morar, uma vez que investiram suas economias na compra do apartamento.

GALERIAS DE FOTOS:

Por Munir Darrage

Deixe seu comentário...