Audiência debate Segurança Pública em Sergipe

Representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiro Militar, Agentes Prisionais e Guarda Civil também participaram.

SERGIPE – Na manhã desta segunda-feira, dia 18, o plenário da Assembleia Legislativa de  Sergipe  (Alese), recepcionou,  durante realização de Audiência Pública, diversos movimentos de concursados na área de  Segurança Pública de Sergipe. Com o tema “Segurança Pública, responsabilidade de todos. Importância do concurso público para a melhora da qualidade de vida da população”, o evento pretende sensibilizar o Governo de Sergipe para a necessidade de investimentos na segurança pública.

Representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiro Militar, Agentes Prisionais e Guarda Civil também participaram da audiência  com a finalidade necessidades  de cada esfera. A audiência realizada  é uma iniciativa dos deputados estaduais Georgeo Passos (Rede), Kitty Lima (Rede), Dr Samuel Carvalho (PPS) e Rodrigo Valadares (PTB). Unidos, parlamentares buscam melhorias no número efetivo da  Segurança Pública de Sergipe.

Marcando participação na audiência, o senador Alessandro Vieira (Rede) ressaltou a  necessidade de contratações imediatas. “Está  na base do serviço de segurança pública  se ter a quantidade do efetivo necessário. Sergipe foi levado a ser um dos Estados mais violentos da Federação por conta do descaso dos gestores que deixaram a longos anos de fazer concursos necessários. Corrigir esses rumos é o primeiro passo para ser ter segurança de verdade em Sergipe”, avaliou o senador, ex-delegado civil no Estado de Sergipe.

Para o deputado Georgeo Passos o cenário em Sergipe é caótico quanto à segurança, e destacou a importância de se ter um contingente amplo de profissionais da área.  “A cada ano que passa o nosso Estado regride nessa área.  A nossa população anda amedrontada. E por mais que o governo venha fazendo a sua parte, a gente percebe que é insuficiente, principalmente, como mostra essa audiência, que é a falta de efetivo, tanto na polícia civil, militar, bombeiros, guardas prisionais e os agente de medidas socioeducativas”, frisou o parlamentar, ressaltando que as categorias vêm com efetivos defasados.

“Governo abriu concursos, mas não finalizou e não dá andamentos devidos. É preciso investir na área de pessoal. Essas pessoas estão cobrando apoio da Alese, dos parlamentares, para sensibilizar o governo. E com isso a segurança melhore”, salientou Georgeo.

Segundo a  deputada Kitty Lima, da REDE, a segurança pública deve ser prioridade do governo. “Há sete meses estávamos com índice altíssimo de violência, nada mudou e precisamos resolver. A ideia é mostrar a nossa força, e como o Estado grita por socorro. Pois se o governo chegou pra resolver, que nos aponte a solução”, aponta a deputada.

Falas

Da tribuna, falaram em audiência os representantes de movimentos de concursados e efetivos do corpo da segurança pública de Sergipe,  Almir Hilário Santos Júnior, representando os Agentes Prisionais; Alex Denjoy Prado Marques, representando o Corpo de Bombeiros; o policial militar,  Francisco Santos Souza Júnior, o oficial  Williams Lins da Silva;  o presidente do Sindicato dos Delegados da Polícia Civil do Estado de Sergipe, Isaque Cangussu. O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe, Adriano Bandeira. E ainda, o representante dos agentes de Segurança Socioeducativos,  Clichardson Santos Hipólit.

Na audiência, diversos atores da área de segurança pública, concursados, integrantes do G#0 da Constituiçao Federal, concursados aprovados na área de segurança,  agente de medidas socioeducativas, Representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiro Militar, Agentes Prisionais e Guarda Civil. Ainda, além de deputados da casa, representantes do governo da área de segurança pública, e vereadores municipais.

Encaminhamentos

Após ouvir diversos atores da área de Segurança Pública, parlamentares irão redigir documentos com apelos retirados da audiência pública, encaminhamentos irão ser enviados aos órgãos responsáveis por cada uma das demandas.

Por Stephanie Macêdo

FOTO: Jadilson Simões

 

Deixe seu comentário...