Batalhão de choque flagra venda de combustível de forma clandestina no loteamento boa viagem em socorro

Um homem de pré-nome Rafael se dizia funcionário, fazendo o abastecimento de um veículo Prisma.

Nesta sexta, dia 21, por volta das 11 horas, policiais militares do Batalhão de Choque, através da guarnição Pastor Supervisor, sob o comando do subtenente Claudemilson e composta pelos cabos Carlos e Figueredo, e o soldado Jean, foram atender uma ocorrência de denúncia de venda de álcool combustível de forma clandestina.

Ao chegar ao local foi comprovada a veracidade da informação, onde um homem de pré-nome Rafael se dizia funcionário, fazendo o abastecimento de um veículo Prisma, alegando que seu patrão de pré-nome Rafael, iria levar toda a documentação, inclusive nota fiscal e alvará de funcionamento, fato que não ocorreu, ou seja, não foi apresentado qualquer documento que comprovasse a legalidade da venda de combustível no local, tendo os infratores infringido o artigo 56 da lei nº 9.605/98 (lei de crimes ambientais).

A ocorrência e três infratores foram encaminhados à delegacia para adoção das medidas legais cabíveis.

 FONTE: Batalhão de Choque – PM/SE.

Deixe seu comentário...