BPRP recupera pistola ponto 40 pertencente à SSP de Sergipe

Três pessoas foram presas e um simulacro de fogo e uma pistola .40 da SSP/SE.

N. SENHORA DO SOCORRO/SE – Três pessoas foram presas e um simulacro de fogo e uma pistola .40 da SSP/SE, que possuía restrição de roubo desde 2014, foram apreendidas durante ações de prevenção e repressão a crimes de militares do Batalhão de Radiopatrulha e da 3ª CIPM na madrugada desta quarta-feira, 20, em Nossa Senhora do Socorro, no Conjunto Maria do Carmo.

Os radiopatrulheiros em parceira com policiais da 3ª CIPM executavam ações policiais de abordagem a transeuntes e veículos, quando foram informados, pelo Centro Integrado em Operações de Segurança Pública, de que pelas imediações do Conjunto Alves um indivíduo de vulgo “Joe” estaria em um Voyage de cor prata e placa NVN-9082, em busca de um desafeto para executa-lo.

Após buscas o veículo foi visualizado na Perimetral B e o indivíduo, que fora identificado, depois da busca pessoal e veicular, como Jhon Morais Bezerra da Silva, e já tinha passagens por homicídio, conversou com os policiais e disse que queria colaborar para não se prejudicar perante a justiça e informou onde o seu comparsa estava.

Os militares deslocaram-se até o local informado, na Rua 10, Conjunto Maria do Carmo, onde uma casa foi apontada pelos suspeitos. Os policiais foram até casa e conversaram com a dona do imóvel sobre a denúncia anônima que tinham recebido, mas enquanto a conversava fluía, um dos radiopatrulheiros percebeu que um homem entrou em um dos quartos e pegou um material que tava embalado e levou-o para o quintal e que somente após essa ação a dona autorizou a entrada dos policiais na residência.

Como um dos militares do BPRp havia notado a movimentação estranha, após as buscas no imóvel, ele dirigiu-se até o quintal da casa, onde encontrou embaixo de várias roupas sujas uma pistola de calibre .40 com dois carregadores e 15 munições, de propriedade da Secretaria de Segurança de Sergipe que tinha restrição de roubo desde 2014.

O homem que fora visto levando a arma para o quintal foi identificado como Roberto Nunes Filho de 47 anos. O seu filho de 18 anos, Carlos André Ferreira Nunes assumiu a propriedade do armamento e todos os 3 suspeitos foram conduzidos à Delegacia plantonista Norte onde todas as medidas legais e devidos esclarecimentos foram tomados pela autoridade policial.

Colaboração SD Oliveira Filho

 

Deixe seu comentário...