Com lei, turismo religioso pode gerar emprego e recursos

O turismo religioso auxilia a manter acesa a chama da história do nosso povo.

BRASÍLIA – Com a lei nº. 8.357 as estratégias e ações para o desenvolvimento do turismo religioso nos municípios ou regiões turísticas devem ser definidas em planos elaborados de forma participativa, e geridas por um grupo com representantes do Poder Público, iniciativa privada, entidades do terceiro setor, representações religiosas e demais interessados.

A iniciativa é do deputado estadual Moritos Matos (Rede) que apresentou à mesa diretora da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) o projeto de lei nº 26, que tem por objetivo promover o turismo, ação que gera emprego e recursos.

“O turismo religioso auxilia a manter acesa a chama da história do nosso povo, pivô de um estado pequeno, mas rico e de cultura e tradições. Sergipe tem um grande potencial turístico inexplorado, e, no que concerne o turismo religioso. Aqui, são dezenas de igreja e diversos eventos religiosos, cada um com significativo próprio e que atrai centenas ou milhares de fieis”, justificou o deputado Moritos Matos.

Por Kelly Monique Oliveira

FOTO: Divulgação / Emsetur

Deixe seu comentário...