Coordenação do projeto INdependência Química solicita implantação do CAPS AD

Implantação em municípios com 50 mil habitantes.

ARACAJU/SE – Na manhã desta  segunda-feira, 11, a militante social Suely Barreto, idealizadora e coordenadora do Projeto de Prevenção às Drogas, INdependência Química, se reuniu com o Senador da República, Del. Alessandro Vieira, para solicitar uma alteração na legislação que dispõe sobre a implantação do Centro de Atenção Psicossocial- Alcool e outras Drogas (CAPS AD), nos municípios brasileiros.

Os membros do projeto Independência Química lutam desde 2015 para seja reduzido o número de habitantes exigidos, hoje 70.000, e, que os CAPS AD sejam implantados obrigatoriamente nos municípios com 50.000 habitantes e de forma regional nos municípios que comprovem suas demandas e a necessidade da implantação. Dessa forma, os serviços públicos para tratamento da dependência química serão disponibilizados para uma quantidade muito maior de pessoas que necessitam de tratamento especializado.

Suely Barreto, que há muitos anos trabalha com prevenção às drogas, afirmou que essa necessidade é urgente, uma vez que o crescimento da dependência química é assustador, atinge todas as classes sociais e os serviços públicos oferecidos são insuficientes.

Na oportunidade, o Senador Alessandro Vieira, se colocou à disposição do Projeto INdependencia Química, parabenizou todos os seus membros pela iniciativa e trabalho realizado e se comprometeu em analisar a solicitação recebida e colaborar no que for possível para que o trabalho de prevenção, combate às drogas e  tratamento da dependência química  seja cada vez mais eficaz  e beneficie direta e indiretamente toda a população.

Por Assessoria – SB

Deixe seu comentário...