Corte e Costura

De olho na reeleição, os prefeitos tentam alinhavar as curtas verbas municipais para chegar sem maiores sobressaltos à próxima campanha eleitoral.

POLÍTICA E COTIDIANO / ADIBERTO DE SOUZA – A decisão deste governo militar de cortar recursos para a Educação e outros ministérios, visando retomar a política do o toma lá, dá cá com o Congresso, tem deixado os gestores públicos em polvorosa. De olho na reeleição, os prefeitos tentam alinhavar as curtas verbas municipais para chegar sem maiores sobressaltos à próxima campanha eleitoral. Eles sabem que se errarem no corte do erário, botarão a perder o terno da próxima posse. O tititi é grande na alfaiataria chamada Brasil, pois boa parte dos políticos já não aposta um dedal no futuro do capitão de pijama. Diante deste atabalhoado governo, muitos gestores temem ficar com as calças nas mãos no pleito de 2020. E o próprio Jair Bolsonaro (PSL) corre o risco de não ter agulha e linha para remendar o próprio manequim político. Misericórdia!

Mamata pública

Por 43 dias dois vereadores de Muribeca e Neópolis curtiram as regalias de bem remunerados cargos comissionados na Prefeitura de Aracaju. Só ontem, após a mamata ter sido denunciada pelo vereador Elber Batalha (PSB), foi que o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) exonerou os dois marajás. Segundo o parlamentar denunciante, os cargos técnicos da Prefeitura estão sendo usando para pagar dívidas de campanha eleitoral. Marminino!

Briga no aquário

Recém-chegado ao aquário do PSC, Clóvis Silveira tem sido um calo no sapato do deputado Gilmar Carvalho. Sabedor que o cristão novo quer atrapalhar a sua provável candidatura a prefeito de Aracaju, o parlamentar só pensa em pular fora do PSC. Clóvis, contudo, prefere não opinar sobre a possível debandada de Gilmar: “Ele é maior e livre para tomar a decisão que melhor lhe convier”. Crendeuspai!

Comendo as fêmeas

Vendedores de caranguejo estão desrespeitando a norma do Ibama, que impede a captura e o comércio das fêmeas do crustáceo. Nas feiras livres de Aracaju é possível encontrar até três fêmeas em cada corda com seis caranguejos, sem contar o reduzido tamanho das carapaças. Alguém sabe dizer por onde anda a fiscalização do Ibama, que não flagra este crime ambiental cometido em praça pública? Virgem Santa!

Conversa mole

Os políticos e parte da imprensa não se cansam de fazer previsões para as eleições de 2020. Diariamente, surgem pré-candidatos às prefeituras e câmaras municipais, além de conjecturas sobre novas alianças e rompimentos políticos. Todos sabem, porém, que em política nada do que se diga agora vale para daqui a pouco. Portanto, esse bolodório sobre as futuras eleições não passa de diálogo flácido para acalentar bovino. É conversa fiada, miolo de pote. Aff Maria!

No pé de Noventa

E a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, não larga o pé do deputado federal Valdevan Noventa (PSC). A moça acaba de propor à Justiça que mande o parlamentar de volta para a cadeia. Em janeiro passado, Noventa ficou quase um mês preso, sob a acusação de pressionar testemunhas no inquérito que apura doações irregulares na campanha eleitoral. Segundo Raquel Dodge, a prisão é o único meio de cessar a prática criminosa de Valdevan. Homem, vôte!

Palhaço inocente

O Ministério Público não enxergou irregularidade no fato de, mesmo estando em licença médica, o vereador aracajuano Palhaço Soneca (Cidadania) ter se esbaldado nos festejos juninos. Segundo o MPE, “apesar de inusitada”, a participação de Soneca numa festa em que se requer esforço físico, não feriu a lei. A posição do Ministério Público pode abrandar o espírito da cúpula do Cidadania, que deseja ver o palhaço pelas costas. Vixe!

Pedindo socorro

O governador Belivaldo Chagas (PSD) vai conversar com os três senadores de Sergipe, um a um, para pedir que apoiem a inclusão dos estados e municípios no projeto de reforma da Previdência. A Previdência estadual de Sergipe é deficitária e somente este ano o seu quadro caótico deverá superar R$ 1,2 bilhão. A reforma poderá evitar um maior agravamento da crise das previdências de todos os estados, conforme alegam seus governadores. Esta informação é do blog Primeira Mão.

Veto derrubado

Por 13 votos favoráveis e apenas um contra, a Câmara de Aracaju derrubou o veto ao projeto criando o bairro Aruana. Único favorável ao veto do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), o vereador Vinícius Porto (DEM) explicou que a criação de um bairro depende de Lei Complementar. Seus colegas discordaram e mantiveram o nome de Aruana. Localizado na zona sul da capital, o bairro é composto por 18 conjuntos residenciais e vários loteamentos.

Cardápio eleitoral

O coordenador do Fórum Empresarial de Sergipe, Milton Andrade (Novo), acompanhou na Câmara federal a votação da Medida Provisória da Liberdade Econômica, aprovada por 345 votos. O empresário e político aproveitou a estada em Brasília para almoçar com o senador Alessandro Vieira (Cidadania) e a delegada Daniela Garcia. No cardápio a sucessão municipal em Aracaju. Ah, bom!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Folha da Manhã, em 28 de junho de 1938.

Resumo dos jornais

 

Deixe seu comentário...