Crimes ambientais são investigados no município de Malhador

Uma série de denúncias resultou em uma operação de órgãos ambientais do Estado.

MALHADOR/SE – Captação ilegal de água e outros crimes ambientais estão entre as causas que comprometem o abastecimento no município

Uma série de denúncias resultou em uma operação de órgãos ambientais do Estado, para apurar crimes ambientais na região de Malhador, Agreste Central de Sergipe, mais precisamente no Povoado Posto Terreiro. A fiscalização ocorreu nesta terça-feira (26), e contou com a atuação de representantes da Superintendência de Estado de Desenvolvimento e Sustentabilidade (Sedurbs), com o apoio do Pelotão Ambiental, da Polícia Militar.

Segundo informações do superintendente especial de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Olivier Chagas, havia suspeitas de captação irregular de água na região e, por isso, uma ação especial foi realizada. “Infelizmente a suspeita se confirmou. No local, identificamos uma bomba no afluente do Cajueiro dos Veados, que não possuía autorização para funcionamento e foi lacrada. Além disso, juntos à Adema, verificamos a existência de uma área onde a mata nativa foi completamente removida. Autuamos o proprietário e as devidas providências serão tomadas”, disse o superintendente.

Olivier explicou que essa é apenas a primeira de muitas outras fiscalizações que estão programadas. “Quem estiver usando água de maneira indevida, será notificado. Faremos o possível para resolver o problema hídrico de Malhador”, acrescentou.

O geólogo da Adema, Gustavo Nunes de Araújo, que estava na vistoria junto com outros técnicos, colaborou com o levantamento da área. Segundo ele, a equipe vai elaborar um relatório com os problemas encontrados na região vistoriada.

“Vamos preparar um relatório mensurando a área que foi afetada pelo dano ambiental do desmatamento para tomar as devidas providências”, enfatizou o geólogo que também informou que este documento deverá ser concluído ainda esta semana.

Problemas no abastecimento

De acordo com análises feitas na região, o problema do abastecimento de água em Malhador provém de uma perda significativa da vazão do rio Mata Verde, acompanhado pelo riacho Cajueiro dos Veados, responsáveis pelo abastecimento do município. Além dos longos períodos de estiagem, o volume de água dos mananciais da região continua comprometido também por captações ilegais de água.

Olivier ressaltou que, além da ação ocorrida hoje, será tomada outras providências. “Vamos marcar uma reunião com todas as pessoas daqui que estão fazendo barramento e captação de água sem outorga para que a gente possa regularizar essa situação e para que não ocorra mais captação de água de forma desordenada”, finalizou.

ASN

FOTO: Mário Souza

Deixe seu comentário...