Devo não nego

Quase todos os dias obras públicas são paralisadas, aumentando o desemprego em toda cadeia da esfacelada construção civil. Chega a ser assustador o rastro de problemas deixado pela velhacaria do Executivo estadual.

POLÍTICA E COTIDIANO / ADIBERTO DE SOUZA – Ao atrasar meses a fio o pagamento de produtos e serviços contratados, o governo de Sergipe está quebrando empresas, provocando desemprego em massa e desaquecendo a já enfraquecida economia. Para se ter uma ideia de quanto é grave a situação, somente empresas de segurança privada têm pra receber do governo um “prego” de R$ 30 milhões. Quase todos os dias obras públicas são paralisadas, aumentando o desemprego em toda cadeia da esfacelada construção civil. Chega a ser assustador o rastro de problemas deixado pela velhacaria do Executivo estadual. Pior é que não se enxerga uma luz no fim do túnel, pois, embora admitindo as dívidas astronômicas, o devedor contumaz jura não ter dinheiro para quitá-las. Decididamente, os sergipanos estão no mato sem cachorro. Só Jesus na causa!

Porta aberta

As penitenciárias de Sergipe abriram as portas para colocar nas ruas condenados em 2ª instância. Com base na decisão do Supremo Tribunal Federal de que o sujeito só pode ser preso após o trânsito em julgado, já foram soltos os ex-deputados Augusto Bezerra (PHS), Paulinho das Varzinhas (PTdoB) e o ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita (PTC). Diferente dos dois primeiros, que estavam em prisão domiciliar, o ex-gestor deixou a penitenciária de Glória debaixo de um foguetório e ainda hoje festeja a liberdade. Marminino!

Violência

Pesquisa revela que 98% da população conhecem a Lei Maria da Penha e que para 86% as mulheres passaram a denunciar mais os maus-tratos depois da existência da lei. Feito pela Data Popular, o estudo mostra ainda que sete em cada 10 entrevistados acreditam que a mulher sofre mais violência dentro de casa do que em espaços públicos e que 50% analisam que a mulher se sente mais insegura em casa do que fora. Cruzes!

Prefeita inocentada

E a prefeita de Japaratuba, Lara Moura (PSC), foi absolvida no processo acusando-a de abuso do poder político. O Tribunal Regional Eleitoral entendeu que a gestora não se beneficiou eleitoralmente de um polêmico discurso feito pelo marido, o ex-deputado federal André Moura (PSC). Durante a campanha de 2016, o ex-parlamentar subiu no palanque de Lara e prometeu recursos federais para construir casas populares em Japaratuba. O TRE não enxergou no discurso de Moura sinais de abuso do poder político. Então, tá!

Torra nos cobres

A Petrobras não ver a hora de se desfazer dos campos maduros de petróleo, como o de Carmópolis, em Sergipe. Segundo o presidente da petroleira, Roberto Castello Branco, estes ativos são muito pequenos para uma companhia do porte da Petrobras: “Não temos foco neles. São campos maduros, que produzem muito pouco, como os terrestres com capacidade para apenas 16 barris por dia”. Homem, vôte!

Agora vai!

A consulesa de Cuba, Mliena Caridad, participará do ato de lançamento do Comitê Sergipano de Solidariedade em Cuba. O evento será realizado nesta quarta-feira, no auditório da Biblioteca Central da Universidade Federal de Sergipe. O professor a UFS, Hippolyte Brice, comporá a mesa de debate, que discutirá sobre os “60 anos do embargo genocida a Cuba”. O Sindicato das Domésticas de Sergipe e o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas apoiam o Comitê. Esta informação é do blog Primeira Mão. Prestigie!

Proposta fascista

A proposta de extinguir municípios com até 5 mil habitantes é fascistas. Quem pensa assim é o ex-governador Jackson Barreto (MDB), nascido em Santa Rosa de Lima, listado entre os 10 municípios ameaçados de sucumbirem em Sergipe. JB defende que as lideranças políticas se unam para impedir que o Congresso aprove “essa covardia”. O ex-governador considera a ideia de extinguir municípios pequenos uma afronta à cidadania, “um tiro de canhão na democracia”. Misericórdia!

A todo vapor

A fábrica da Indústria Vidreira do Nordeste, localizada em Estância, produzirá 67% a mais graças à implantação da 3ª linha da produção. Segundo o governador Belivaldo Chagas (PSD), esse crescimento será possível devido a redução do ICMS sobre o gás: “Com a nova linha de produção, Sergipe ganhará mais vagas de empregos, além de contar com a fábrica mais moderna do ramo instalada no país”, festejou o “Galeguinho”. Ah, bom!

Quem pode, pode!

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) é contra a decisão do Supremo Tribunal Federal que acabou a obrigatoriedade da prisão de condenados em 2ª instância. Segundo Passos, 70% dos presidiários de Sergipe não têm uma condenação com trânsito em julgado. “Foram presos preventivamente e permanecem enclausurados por falta de um bom advogado”, diz. No entender do deputado, a decisão do STF funcionou como recado: quem tem condições fica solto e quem não tem permanece preso. Crendeuspai!

Compra-se consciência

À boca miúda, comenta-se nas esquinas de Aracaju que os chamados líderes comunitários já estão na vitrine. De olho nas eleições de 2020, pré-candidatos a vereador começaram a botar preço nos cabos eleitorais. Manhosos em sua maioria, as ditas lideranças de bairros garantem que só sentam para negociar os “currais” quando a campanha eleitoral estiver mais perto. Ê boi!

Recorte de jornal

Publicado na Gazeta de Sergipe, em 25 de abril de 1975.

Deixe seu comentário...