Dr. Rilton Moraes diz que “a saúde de Aracaju é o câncer do Hospital Cirurgia”

O caos foi criado por conta do número de atendimento que a prefeitura de Aracaju.

ARACAJU/SE – O neurologista Dr. Rilton Moraes, diretor técnico do Hospital de Cirurgia, deixou claro na manhã desta quinta-feira (28) que a prefeitura de Aracaju é a principal responsável pelo caos na saúde pública.

Rilton Moraes afirmou durante entrevista ao radialista Narcizo Machado, no jornal da Fan, que a “saúde de Aracaju é o câncer do Hospital Cirurgia”, disse o médico, explicando que o número de atendimento prestado pelo HC, era sob a orientação da prefeitura de Aracaju e por conta disso, não havia como zerar a fila. “Eu quero acreditar que o prefeito Edvaldo não sabia disso”.

No entendimento do médico, o caos foi criado por conta do número de atendimento que a prefeitura de Aracaju dispensa para os usuários da rede pública, já que a PMA é quem determinava quem poderá ou não ser atendido.  Por esse motivo, as filas não chegavam ao fim.

Sobre os altos salários que eram pagos aos diretores, Dr. Rilton disse que os médicos, além de não terem conhecimento do fato, os profissionais estavam com os salários atrasados.

O diretor disse ainda que a situação financeira do HC é complicada, devido às dividas que foram contraídas pelos gestores anteriores. Rilton contou que apenas de energia, o hospital paga em torno de R$ 150 mil em parcelas de dívidas anteriores.

Rilton Moraes de forma tranquila afirma que “o doente da vez é o Cirurgia”, disse o médico ao se referir à situação financeira da entidade. “Esse hospital não pode fechar. A gente precisa que o Hospital Cirurgia volte a funcionar com normalidade. Só para entender, o hospital faz hoje em média, 300 cirurgia neurológicas”, explicou o médico.

 

Deixe seu comentário...