Eleições Diferentes

Há quem diga que com esta nova regra somente as agremiações com posturas ideológicas claras e organizadas serão capazes de atrair filiados por meio de suas propostas.

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

POLÍTICA E COTIDIANO / ADIBERTO DE SOUZA – As eleições deste ano serão diferentes das anteriores, pois impedem as coligações proporcionais. Isso significa que um candidato a vereador bom de votos não mais emprestará as sobras para postulantes de outros partidos coligados. Há quem diga que com esta nova regra somente as agremiações com posturas ideológicas claras e organizadas serão capazes de atrair filiados por meio de suas propostas. Por outro lado, os chamados partidos fisiológicos, que servem somente como legendas de aluguel, estão fadados à extinção. Como a mudança vai ser aplicada pela primeira vez este ano, é bom os partidos estruturarem suas chapas de candidatos a vereador de forma sólida e com candidaturas viáveis. Ao fim e ao cabo, este poderá ser o diferencial entre a sobrevivência ou não do partido e entre ter ou não representantes nas câmaras municipais. Que assim seja!

Nas mãos do TRE

A Justiça Eleitoral deve julgar nesta sexta-feira, a ação impetrada pelo deputado estadual Gilmar Carvalho pedindo sua desfiliação do PSC sem o risco de perder o mandato. Caso seja vitorioso, ele pretende disputar a Prefeitura de Aracaju por outra legenda. Se tiver seu pleito negado pelo Tribunal Regional Eleitoral, Carvalho deve apoiar um candidato que se oponha ao prefeito Edvaldo Nogueira (futuro PDT). Pelas redes sociais, Gilmar até já avisou: “Quem não está com Aracaju, por favor, não tente se aproximar de mim”. Então, tá!

Sem explicação

Um preso custa por mês R$ 2,4 mil, enquanto o custo anual com um estudante é de R$ 2,2 mil. Diante de tamanha discrepância, não se entende porque, em vez de edificar mais e mais escolas, este governo temerário vai gastar milhões para construir novos presídios. Durma com um barulho desse!

Sai, mas fica

O vereador aracajuano Cabo Amintas está pensando em trocar o PTB pelo PSL. Ele diz não ter nada contra o barco petebista, contudo deseja ter mais tempo no rádio e na televisão para expor suas ideias durante a campanha eleitoral. Em outras palavras: Amintas deve sair do PTB, mas permanecerá no mesmo grupo político liderado pelo deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB), que também é o manda chuva o PSL no estado. Vixe!

Privatização condenada

E o deputado federal João Daniel (PT) é totalmente contra a ideia de privatizar os Correios. Segundo ele, chega a ser um absurdo vender uma empresa com papel estratégico tão importante: “Além disso, a pretendida privatização coloca em risco os empregos de 100 mil trabalhadores”, revela. Os Correios tiveram sua origem no Brasil em 25 de janeiro de 1663, com a criação do Correio-Mor no Rio de Janeiro.

Banese menor

O Banco do Estado de Sergipe fechará 16 agências. Esta informação é do site de Nenotícias. Segundo, ainda, o portal, serão lacradas as agências Pirambu, Santo Amaro das Brotas, Nossa Senhora Aparecida, Malhador, Rosário do Catete, Riachuelo, Areia Branca, Poço Verde, Siriri, Japaratuba, Cristinápolis, Umbaúba, Indiaroba e Poço Redondo, além de duas em Aracaju. A Justificativa é que as agências dão prejuízo. Misericórdia!

Trenzinho proibido

É inconstitucional a Lei municipal permitindo a Câmara de Vereadores de Carira criar 20 cargos comissionados. Esta decisão é do Pleno do Tribunal de Justiça, que não encontrou justificativas plausíveis para esse “trenzinho da alegria”. Segundo o desembargador-relator Cezário Siqueira Neto, a Lei aprovada pelos vereadores carirenses agride os princípios da proporcionalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência. Crendeuspai!

Prestando contas

O secretário estadual da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, baterá ponto hoje na Assembleia. Vai prestar contas aos deputados sobre último quadrimestre de 2019. Deverá informar que o ano passado foi de ajuste fiscal e de rearrumação do governo. O secretário acredita, inclusive, que 2020 apontará as condições favoráveis para a retomada de crescimento econômico em Sergipe. Deus te ouça!

Cadê o dinheiro?

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, terá que explicar ao Senado sobre a falta de verbas para a Casa da Mulher Brasileira. Convocada graças a um requerimento do senador Rogério Carvalho (PT), ela deve informar o motivo que fez o orçamento da Secretaria da Mulher ser reduzido de R$ 119 milhões para R$ 5,3 milhões. O petista lamenta que esta redução tenha ocorrido no mesmo período de tempo em que cresceu a violência contra as mulheres. “No Brasil, uma mulher é agredida a cada quatro minutos”, afirma Rogério. Cruzes!

E a licitação?

Alguém sabe quando o prefeito Edvaldo Nogueira (futuro PDT) vai mandar fazer a licitação do transporte coletivo da Grande Aracaju? Desde que administrou a capital pela primeira vez, no distante 2012, o alcaide promete realizar o certame, porém até agora nadica de nada. Quem é transportado nos ônibus como se fosse sardinha em lata acredita que os empresários do setor movem paus e pedras para impedir a prometida licitação. Marminino?

Recorte de jornal

Publicado no jornal O Estado de Sergipe, em 28 de junho de 1935.

Deixe seu comentário...