Em sessão, vereador de BH foi flagrado assistindo ao vídeo com suposta agressão de Neymar a modelo

Em meio à sessão que discutir o plano diretor da capital mineira, Coronel Piccinini (PSB) assistia às imagens pelo celular.

BELO HORIZONTE/MG – A polêmica em torno do caso do jogador Neymar com a modelo Nájila Trindade,de 26 anos, continua rendendo e tirou a atenção até de integrantes da Câmara Municipal Belo Horizonte, em plena sessão que discutia uma medida importante para a capital mineira.

Na tarde desta quinta-feira, em meio ao clima de tensão no plenário e de galerias lotadas por movimentos sociais que foram acompanhar a votação do Plano Diretor de BH, a reportagem do Estado de Minas flagrou o vereador Coronel Piccinini (PSB) assistindo pelo celular ao vídeo que viralizou em milhares de grupos de WhatsApp.

As imagens mostram a modelo agredindo o jogador a tapas em um quarto de hotel em Paris. O vídeo é interrompido sem mostrar o desfecho da cena. Nájila acusa Neymar de estupro e agressão.

A reportagem tentou contato com o vereador, mas ele já havia saído da sessão e também não atendeu às ligações.

FOTO: Túlio Santos/EM/D.A Press

 

Deixe seu comentário...