Emília Corrêa lamenta reajuste salarial dos Ministros do STF

Emília Corrêa lamenta reajuste salarial dos Ministros do STF

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (Patriota), lamenta o reajuste dos salários dos Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovado no Senado, foram 41 votos a favor, 16 contra e uma abstenção, um reajuste salarial de 16.38% para os 11 ministros do Supremo.

Segundo a parlamentar, o país passa por diversas questões e um reajuste salarial nesse momento, de R$ 33.763,00 para R$ 39.293,32 só demonstra a falta de comprometimento com os brasileiros desassistidos dos seus direitos constitucionais.

“Lamento esse aumento do STF aos ministros, o Brasil vive tantas faltas e um reajuste, quando temos uma sociedade desamparada, sem empregos e pessoas ganhando salário mínimo para sustentar suas famílias. Ao meu ver, não foi o momento adequado para esse aumento salarial”, declarou.

De acordo com Emília, é compreensível que um magistrado não possa exercer nenhuma outra função que não seja aquela, e que é uma atividade extremamente delicada, sobretudo complexa, mas não era o momento, onde o número de desempregados cresce.

“Não sou contra os magistrados de jeito nenhum, entendo que é uma função que exige exclusividade, mas o reajuste foi infeliz, são 12 milhões de desempregados e o momento é difícil no que diz respeito a investimentos em saúde e educação”, finalizou.

Ascom