Fisioterapia na hemodiálise é tema de curso na Uninassau em Aracaju

O curso integra o Projeto Capacita 2020 realizado na Instituição.

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

ARACAJU/SE – Como a Fisioterapia trata o paciente em hemodiálise? Esse foi um dos cursos do Projeto Capacita 2020, realizado na UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Aracaju, entre os dias 22 e 24 de janeiro. A atividade mostrou a atuação do fisioterapeuta frente ao paciente trazendo uma nova ótica, relacionada à atividade física como benéfica para as pessoas em tratamento.

O professor da UNINASSAU, Flávio Brito, explicou que já está provado que é de grande importância o trabalho do fisioterapeuta para a recuperação do paciente renal. “Nós buscamos observar a capacidade funcional do paciente, ou seja, sua condição de realizar tarefas diárias, de se locomover, manter hábitos de higiene e prática de atividade física”, explicou.

Segundo ele, havia um conceito antigo de que o paciente renal em tratamento de hemodiálise não podia fazer atividade física, mas que, com o tempo, foi descoberto que é justamente o contrário. “O paciente precisa se movimentar e, inclusive durante a sessão de hemodiálise, ele pode receber o tratamento em um braço e, no outro, estar praticando movimentos benéficos”, observou.

Ele atentou que a atividade física ajuda a diminuir a pressão arterial, favorece o ganho de força muscular e ajuda a melhorar a condição perante as atividades diárias. O curso reuniu comunidade acadêmica, profissionais de fisioterapia e comunidade em geral.

Por Suzy Guimarães

Foto – Assessoria

Deixe seu comentário...