Georgeo cobra explicação da ALESE sobre gasto mais de R$ 23 milhões pela SETUR com consultorias

Georgeo quer explicações sobre dinheiro gasto pela Setur com consultorias

SERGIPE – O deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, usou o pequeno expediente da sessão plenária desta terça-feira, 28, para repercutir a denúncia feita pelo Jornal da Cidade sobre o investimento feito pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur) para a contratação de consultoria. O periódico demonstrou que foram gastos mais de R$ 23 milhões em recursos do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), via Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Em seu discurso, Georgeo questionou se o dinheiro foi bem gasto, uma vez que nos últimos anos se observou uma queda no turismo em Sergipe. “Infelizmente, o que vemos é uma redução. Os hotéis estão perdendo clientes. Os locais que eram visitados por turistas estão com cada vez menos pessoas. A consultoria serviria para fazer um diagnóstico e para fazer a divulgação do Estado. Mas, os resultados não são bons. Em vez de melhorarmos e colocarmos Sergipe na rota turística do Brasil, estamos vendo a cada dia mais piorar”, lamentou.

O deputado lembrou que esse dinheiro já foi pago a essas empresas. “São R$ 23 milhões efetivamente pagos. Não estamos tratando de empenho não, mas de execução mesmo. Dinheiro que já foi pago e não estamos vendo resultado”, criticou. Georgeo disse que isso é algo que chama a atenção, portanto, cobrou da Assembleia Legislativas medidas para fiscalizar se os recursos foram empregados da maneira correta. “É um dever constitucional desta Casa”, defendeu.

“Temos que fazer uma investigação para saber se esse dinheiro realmente foi bem utilizado, se realmente o trabalho foi prestado. Vamos fazer os encaminhamentos, fazer os requerimentos convidando os responsáveis a virem prestar esclarecimentos. Nada mais justo que a Assembleia, através da comissão pertinente, possa fazer uma fiscalização. Enquanto isso, vou oficiar a Setur buscando informações principalmente dos processos de pagamento dessas consultorias que receberam mais dinheiro”, completou Georgeo.

Por Daniel Almeida Soares

 

Deixe seu comentário...