Governador Belivaldo Chagas deve se reunir com Policiais Civis em até 12 julho, diz SINPOL

Os policiais civis de Sergipe lutam por reposição salarial e reestruturação dos cargos.

SERGIPE – O Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe (Sinpol) informou nesta quarta-feira, 26, que deverá se reunir com o governador Belivaldo Chagas até o dia 12 de julho. Com esperança de negociações, a categoria decidiu em assembleia que continuará mobilizada, porém não realizará greve. Os policiais civis de Sergipe lutam por reposição salarial e reestruturação dos cargos.

“Nós continuamos mobilizados, porém, em assembleia, decidimos aguardar a agenda do governador Belivaldo Chagas, que sinalizou uma reunião entre os dias 8 e 12 de julho, para atender os policias civis”, explica o presidente do Sinpol, Adriano Bandeira.

A categoria também decidiu manter o recolhimento de assinaturas que visa uma possível não adesão dos policiais civis aos plantões extraordinários, que são aqueles realizados em operações na madrugada, em eventos festivos e nas centrais de flagrantes.

“Vamos continuar recolhendo as assinaturas para entregar voluntária dos plantões extraordinários. Em um momento futuro, se for o caso, faremos um ato público apresentando a lista de pessoas que fizeram renúncia voluntária desses plantões”, comenta Adriano Bandeira.

A categoria também decidiu participar de um ato nacional no dia 2 de julho, em Brasília, quando policiais civis de todo o país farão um grande protesto contra pontos da Reforma da Previdência que prejudicam esses profissionais. “Não somos contra a Reforma da Previdência, somos contra alguns pontos que prejudicam os policiais, com exceção dos militares. Queremos que o Governo Federal dê um tratamento igualitário para as forças de segurança”, detalha o presidente do Sinpol.

 

Deixe seu comentário...