Governo de Sergipe intensifica ações de prevenção à violência nas escolas estaduais e seus arredores

Parceria entre as pastas da Educação e da Segurança Pública tem resultado em ações preventivas da Polícia Militar no entorno das unidades de ensino e contribuído para a garantir a segurança da comunidade e a harmonização dos ambientes escolares.

ARACAJU/SE – O governo de Sergipe implementa continuamente estratégias de prevenção e enfrentamento às violências e ao uso de drogas dentro e fora das escolas públicas estaduais, em todo o território sergipano. As ações têm sido desenvolvidas, em parceria, pelo Núcleo de Segurança Escolar, da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (NSE/Seduc), e pelos batalhões regionais da Polícia Militar.

Como resultado dessa união entre estas instituições públicas, as escolas estaduais localizadas nos conjuntos habitacionais do Complexo Taiçoca, em Nossa Senhora do Socorro, por exemplo, já contam com maior policiamento em seus arredores e mantém relação estreita com os comandos das forças de segurança pública que atuam na região, considerada vulnerável pelo subcomandante do 5º BPM (Batalhão da Polícia Militar), Major Silvio Mário.

O 5º BPM atua dentro de uma filosofia de policiamento cuja finalidade é interagir com a comunidade e outros órgãos públicos, com o propósito de aumentar a sensação de segurança e reduzir os índices de criminalidade em parceria com a população local. Responde pelo policiamento de todo município de Nossa Senhora do Socorro.

“Temos buscado dar uma atenção especial às regiões já identificadas como vulneráveis a ocorrências de vandalismo contra o patrimônio público, tráfico de drogas, assaltos e outros delitos. Nesse sentido, temos nos esforçado para reforçar as rondas no entorno das escolas que estão instaladas em tais localidades de modo a garantir maior segurança e tranquilidade àqueles que integram as comunidades escolares e à sociedade de forma geral”, afirma o Major Silvio.

Em diálogo mantido nesta terça-feira (07), com o professor Joelson Marques Bomfim, gestor do Colégio Estadual João Batista Nascimento, localizado no conjunto Marcos Freire II, durante ações preventivas na região, o Major Márcio explicou que o trabalho da PM junto à Seduc visa também contribuir para que as escolas sejam, sempre, ambientes harmônicos nos quais os processos de ensino e de aprendizado possam ser desenvolvidos de maneira eficiente. “É uma parceria que desenvolvemos com o maior prazer e nos colocamos à disposição para colaborar em tudo aquilo que nos for possível”, destacou.

Segundo Joelson Marques, embora haja ocorrências de delitos registradas na região, tais casos não são específicos da localidade, são situação resultantes, sobretudo, da intricada e complexa divisão social do país. “A presença e a proximidade da Polícia Militar e do Núcleo de Segurança Escolar, com rondas frequentes e preventivas, nos transmitem, sem dúvida, uma sensação de segurança e nos dá mais tranquilidade para desenvolvermos nosso trabalho”, afirma o gestor do Colégio Estadual João Batista Nascimento, unidade que atende a mais de 1.200 estudantes nos três turnos. “Quanto mais segurança melhor”, completou.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Segurança Escolar da Seduc, Ferreira, Junior, ações semelhantes às desenvolvidas pelo 5º BPM estão em curso em todas as regiões do Estado, por meio da parceria firmada entre o NSE e os batalhões regionais da Polícia Militar.

Sistema de Monitoramento Eletrônico por Vídeo

Aliado às ações junto à PM, o Núcleo de Segurança Escolar mantém em funcionamento um moderno Sistema de Monitoramento Eletrônico por Vídeo. Com isso, explica, “a partir da central instalada no NSE é possível acompanhar, em tempo real, o que acontece em dezenas de escolas da rede estadual. Atualmente o sistema está em funcionamento em 46 unidades escolares e será ampliada para todas as 348 escolas da rede pública estadual ainda este ano”, disse.

Ferreira Junior destaca que o monitoramento eletrônico implantado pelo órgão permite ligação direta entre as escolas e o Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública), que organiza e encaminha ações das Polícias Civil, Militar, Técnica e do Corpo de Bombeiros.

De acordo com Ferreira Junior, as unidades escolares já contempladas pelo sistema de monitoramento estão equipadas de câmeras, software e dispositivo de pânico silencioso. Ele explica que, toda vez que alguém adentra em local não autorizado, é gerado um alerta com imagens da violação, “e tanto a PM quanto o Núcleo são avisados da ocorrência em tempo real”, frisa.

Para reforçar a segurança das escolas estaduais, complementa Ferreira, o Núcleo também inspeciona as dependências internas e externas das unidades escolares, controla o fluxo e acesso de pessoas, prevenindo e detectando anormalidades; coordena o patrulhamento voltado à prevenção de infrações contra o bem público, serviços e instalações da Seduc, incluindo a fiscalização do cumprimento das atribuições dos vigilantes; elabora e implanta o plano de segurança no âmbito da Seduc.

FONTE & FOTO: ASN

 

Deixe seu comentário...