Governo e UFS articulam parceria para captação de Recursos Humanos especializados para o CER IV

Eu saio dessa visita muito feliz e vou passar o resultado para o governador.

SERGIPE – O secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira, acompanhou na manhã desta sexta-feira, 29, visita da vice-reitora da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Iara Campelo e sua equipe, ao Centro Especializado em Reabilitação tipo IV (CER IV), para articulação de parceria na captação de recursos humanos especializados. Localizado no Centro Administrativo Augusto Franco, no bairro Capucho, o espaço será destinado a pessoas com deficiências física, auditiva, intelectual e visual. Toda a extensão construída, com cerca de 7000 m², foi percorrida e observada pela equipe da UFS que se surpreendeu de forma positiva com o que viu.

“Eu saio dessa visita muito feliz e vou passar o resultado para o governador, que também deve ficar muito feliz. Eu percebi a empolgação da equipe da UFS com esse espaço privilegiado, que foi construído além do projeto inicial e com excelência. O que a gente percebeu, e o que todos perceberam, é a vontade em fechar logo essa parceria, que é também intenção do governador Belivaldo Chagas, para ver isso aqui funcionando”, disse o secretário Valberto.

A vice-reitora da UFS, Iara Campelo, contou sobre a importância desse momento, especialmente para ela que participou da primeira equipe que implantou a educação especial no estado de Sergipe. De acordo com ela, é uma estrutura física excelente, que pensou em todas as áreas.

“Estou muito feliz de estar nesse momento ainda na vice-reitoria porque eu comecei no Estado, eu participei da primeira equipe que implantou a educação especial e hoje estar vendo essa dimensão, na Universidade e no Estado, essa articulação de oferta de serviço, de dar condições de vida e de profissão à pessoa que tem a deficiência, é uma maravilha”, revelou.

Para a pró-reitora de Extensão da UFS, Alaíde Hermínia de Aguiar Oliveira, o objetivo dessa parceria é potencializar o ensino, a pesquisa e a extensão da Universidade na área de saúde, nessa área específica de habilitação. “A Universidade tem cursos de Residência, Mestrado, Doutorado, além de estágios curriculares obrigatórios, e pode estar fazendo esse serviço ser referência, não só em atendimento, mas em pesquisa, em ações que gerem outros frutos para a comunidade de uma maneira geral. A parceria está sendo estudada e nós temos recursos humanos diferenciados, valorizados, a maioria dos nossos professores com doutorado”, comentou Alaíde.

FONTE & FOTO: SES/SE

 

Deixe seu comentário...