HEMOSE reforça importância de doação de sangue Rh negativo

De acordo com a gerente de Coleta da unidade, Florita Aquino os estoques de sangues fator Rh positivo estão em níveis satisfatórios.

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

SERGIPE – Os grupos sanguíneos O, A, B e Ab negativo são os sangues menos presentes na população. Com o intuito de realizar a manutenção desses estoques o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) está convidando os doadores para colaborar com o serviço.  A medida visa sensibilizar a população para necessidade da doação regular, ou seja, aquela efetuada no intervalo de três meses para o homem e quatro meses para mulher.

De acordo com a gerente de Coleta da unidade, Florita Aquino os estoques de sangues fator Rh positivo estão em níveis satisfatórios. “Temos hemácias e plaquetas para atender a demanda, entretanto, os sangues de fator Rh negativo estão abaixo do necessário para formar um estoque de segurança”, contou ao informar. “Atualmente o que temos no setor de  Dispensação atende os hospitais, mas precisamos renovar o estoques do sangue negativo, em especial o O negativo que é doador universal, utilizado na ausência de qualquer grupo sanguíneo positivo e negativo” detalhou a enfermeira.

Ela explicou também que no serviço de Captação de Doadores, a equipe trabalha em contato direto com o voluntário cadastrado ao hemocentro, através de mensagens e ligações. “Estamos buscando doadores de fator Rh negativo, além da reposição do estoque de plaquetas. Para isso estamos em contato com as pessoas para realizar o procedimento por Aférese, que coleta apenas as plaquetas”, avisou.

O sangue captado, coletado e processado no Hemocentro de Sergipe é utilizado para o atendimento de urgências e emergências, combater hemorragias, além de atender pacientes com anemias hereditárias e em tratamentos oncológicos, que precisam de transfusões sanguíneas frequentes.

Serviço

Para doar sangue é preciso estar bem de saúde, ter idade entre 16 a 69 anos e peso superior a 50 quilos. Vale ressaltar que pessoas com resfriado devem aguardar até 30 dias para doar, grávidas que tiveram o parto normal, 90 dias e para aquelas que tiveram parto cesáreo, é preciso esperar 180 dias. As lactantes devem aguardar um ano e as pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercings também só podem doar sangue, após um ano do último procedimento. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259- 3174.

Deixe seu comentário...