Jackson garante: “estou vivo politicamente e mantenho o Lula Livre!”

JB já demonstrou que sabe muito bem “onde o voto se esconde”...

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

POLITIZANDO / HABACUQUE VILLACORTE – Na noite dessa sexta-feira (10), o ex-governador Jackson Barreto (MDB) retornou as ligações feitas por este colunista, respondeu a alguns questionamentos, até que decidiu se desprender um pouco da política atual para relembrar “causos” de sua trajetória na política, desde os tempos em que foi prefeito de Aracaju. Diante da polêmica da semana, quando em entrevista à Nova Brasil FM disse que “não subiria no palanque de corruptos”, JB disse que não mentiu, mas também não deu e nem dá o direito das pessoas ficarem especulando “seus alvos”.

Ontem pela manhã, na FAN FM, o ex-deputado André Moura (PSC) respondeu com “acidez” as declarações feitas pelo ex-governador e “esquentou” ainda mais o ambiente político e pré-eleitoral para 2020. Mais “polido”, Jackson não quis entrar no “confronto direto” com seu desafeto, mas reafirmou que suas posições e disse que não sobe no mesmo palanque em que ele estiver. Sobre a proximidade do prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) com legendas como PSC e PRB, por exemplo, JB disse apenas que tem sua opinião formada e que, caso se concretize, irá se manifestar.

Por mais desgastado que tenha saído do Executivo Estadual, este colunista respeita e reconhece a importância de Jackson Barreto para a política de Sergipe. Há quem o “ame” e há quem o “odeie”. Mas é inegável sua liderança, sobretudo em Aracaju. Quando o ex-governador João Alves Filho (DEM) perdeu duas eleições consecutivas (2006 e 2010) para Marcelo Déda (in memoriam), era quase que um “consenso popular”: João não ganha nem para vereador! Dois anos depois foi eleito prefeito de Aracaju…

Jackson não é de família tradicional e cometeu sim uma série de equívocos em sua trajetória política e como gestor público, mas traz consigo uma liderança popular que fez e faz a diferença em qualquer processo eleitoral. Foi decisivo em 2008 para não deixar o “primo” Almeida Lima não vencer a eleição em Aracaju. Nos bastidores, “deu” aquela vitória para Edvaldo Nogueira. Fez o mesmo em 2016 contra Valadares Filho (PSB). Ao seu estilo, “decidiu” novamente para Edvaldo na periferia e em uma “virada” inesperada para muita gente até hoje, inclusive para este colunista…

Jackson não está “morto politicamente” e, mesmo de uma forma mais discreta, ele continua atuando e fazendo conjecturas. Não quer e nem vai antecipar os fatos. É uma “raposa” que sabe o momento certo de ressurgir. Dando continuidade ao entendimento do comentário anterior, para este colunista, com a tendência de Edvaldo Nogueira de seguir mais “à direita” em suas alianças políticas, por enquanto é improvável, mas nada impediria Jackson Barreto de seguir o alinhamento com o Partido dos Trabalhadores. Pelo menos o “Lula Livre” ele garante manter…

Para este colunista ele confidenciou que se o ex-presidente da República liderar um movimento popular de esquerda em 2022, no País, Jackson não se furtará de participar e, inclusive, poderá sim candidatar-se para mais um mandato eletivo. São “circunstâncias” que JB conhece bem da política, tanto para quem está dentro quanto para quem está fora do Poder. E que ninguém subestime sua capacidade e sua liderança, sobretudo nas camadas mais populares. Ele já demonstrou que sabe muito bem “onde o voto se esconde”…

Veja essa!

Na conversa que manteve com este colunista, Jackson Barreto assegurou que não está “morto politicamente”, como alguns setores, em especial, seus adversários, propagam. “Hoje (ontem) tive uma reunião política com amigos de Estância; essa semana eu tive outra reunião com um grupo de Propriá”.

E essa!

“Participei diretamente da eleição de Simone em Riachão do Dantas e da vitória que tivemos em São Francisco, recentemente. Já me enterraram diversas vezes, em minha trajetória, e quando botei a cara na rua deixei todos estarrecidos (risos)”, ironizou o ex-governador.

Exclusiva!

Sobre o lançamento da pré-candidatura do PT para prefeito de Aracaju, Jackson Barreto se posicionou pela primeira vez: “acho que o Partido dos Trabalhadores tem todo o direito de lançar candidato e ter seu espaço político. Agora eu continuo defendendo a unidade”.

Ainda é possível!

Jackson diz ter fé na continuidade da aliança entre Edvaldo e o PT, apesar da reunião de lançamento da pré-candidatura própria de Márcio Macedo. “Eu acho que é possível! Desde que não se radicalize as posições políticas, eu ainda acredito na unidade”, comentou.

Contra Bolsonaro

Jackson assegurou que mantém seu alinhamento com o “Lula Livre” e condenou as políticas do governo do presidente Jair Bolsonaro. “Tenho fé que vamos conseguir anular esse processo do ex-presidente Lula e ele vai poder comandar um grande movimento nacional. Este é um Governo sujo, com a família suja e que foi colocado lá pelas elites. Espero que Bolsonaro fique até o final de seu mandato para fazer essa elite perversa pagar caro pelo o que fizeram com o povo brasileiro”.

No CINFORM

Algumas “exclusivas” reveladas por Jackson Barreto na conversa que manteve com este colunista, na noite dessa sexta-feira (10), estarão publicadas na próxima edição do Semanário CINFORM, na próxima segunda-feira (13), bem cedinho…

Bomba!

O assunto ainda é tratado com muita reserva, mas o ex-deputado federal e “flamenguista” João Fontes teve uma conversa amistosa com o ex-senador Valadares, com Valadares Filho e com o vereador Elber Batalha. Ele foi motivado a participar mais diretamente do processo eleitoral em Aracaju, este ano, e achou o convite “interessante”. João vai “amadurecer” a ideia. Bom discurso ele tem…

Carlos Ferreira

O radialista Carlos Ferreira foi confirmado como o novo secretário de Comunicação do município de Nossa Senhora do Socorro, nessa sexta-feira (10). O anúncio teve grande repercussão nas redes sociais, em especial, pelos seguidores do ex-prefeito e deputado federal Fábio Henrique (PDT), que avaliam que as críticas feitas anteriormente por Ferreira, como profissional do rádio, já tinham sintonia com o atual prefeito Padre Inaldo (PP). A coluna deseja sucesso no novo desafio, mas já prevê um “ano quente” no município da Grande Aracaju…

Nem esfriou…

Bastou o Partido dos Trabalhadores anunciar o rompimento com o prefeito Edvaldo Nogueira que, “coincidentemente”, a “tropa de choque” tomou conta das redes sociais e de alguns setores da imprensa para condenar o PT. Para este colunista está claro que, mesmo sendo um “desconhecido”, Márcio Macedo e a militância petista fizeram muita gente “estremecer” em menos de 24 horas…

DEM com Edvaldo?

Para reverter o impacto da saída do PT da base aliada, Edvaldo tratou de responder rapidamente e ontem confirmou, através de sua assessoria, os apoios dos vereadores democratas, Vinícius Porto e Juvêncio Oliveira, ao projeto de reeleição.

Vinícius Porto

“Continuaremos trabalhando por uma Aracaju mais humana e nas eleições 2020. Foi diante de muitas conversas que nossas ideias se encontraram e conseguimos perceber que poderíamos trabalhar juntos. Em 2020 não vai ser diferente, estaremos lado a lado na busca por uma Aracaju cada vez melhor e no 2º semestre, também nas urnas. Porque um bom trabalho tem que continuar”, declarou Vinicius Porto.

Juvêncio Oliveira

Juvêncio também publicou em suas redes sociais uma mensagem em apoio a Edvaldo. “Sou DEM desde o início da minha vida política, mas o cenário do Brasil e do nosso Estado, hoje é completamente diferente de 16 anos atrás, quando entrei para a política. Já fui oposição, já fui situação, sei exatamente como funcionam os dois lados. Hoje estou ao lado de quem faz o melhor que pode pela minha Aracaju e se tem uma coisa que esse cara aí da foto não tem medo é de trabalho”, escreveu ele, abaixo de uma foto em que aparece ao lado do prefeito.

José Carlos Machado

Este colunista conversou com o presidente da Executiva Estadual do DEM em Sergipe, José Carlos Machado, e o mesmo pontuou: “nem Vinícius Porto e nem Juvêncio Oliveira estão autorizados a falar pelo DEM. O partido não tomou qualquer posição em relação ao processo eleitoral de 2020 em Aracaju. Cada um pode ter sua preferência, mas os dois sabem muito bem qual é a posição do partido”.

Candidatura própria

Machado enfatizou ainda que o DEM não faz qualquer restrição aos agrupamentos que estão postos, mas tem a orientação da Executiva do partido para tentar a todo custo viabilizar um projeto de candidatura própria para a Prefeitura de Aracaju. “Se não for possível, aí lá na frente nós podemos sentar e conversar. Esta é uma decisão que necessariamente terá que passar pela senadora Maria do Carmo e pelos candidatos a vereador do DEM”.

Café com Valadares

Na conversa, Machado revelou que, na manhã desse sábado (11), tomou um café da manhã com o presidente estadual do PSB, Valadares Filho. “O PSB manifesta um desejo de construir um projeto para Aracaju e eu o orientei a continuar trabalhando e nós vamos seguir conversando. Mas como disse antes: tudo passará por Maria do Carmo e pelos candidatos a vereador do DEM”.

Soneca critica o PT I

O vereador Palhaço Soneca (Cidadania) lamentou a decisão do Partido dos Trabalhadores de lançar candidatura própria para concorrer à disputa eleitoral deste ano para prefeito de Aracaju. Em suas redes sociais, o parlamentar destacou que, na sua visão, Edvaldo “está sendo o melhor gestor público municipal dos últimos anos, sobretudo para as pessoas mais carentes”, afirmou.

Obras na Zona Norte

O vereador também disse que a deliberação do partido foi “injusta”. Soneca enfatizou ainda que “é visível a quantidade de serviços que o gestor da capital sergipana está fazendo na zona Norte de Aracaju”, entre eles a construção do canal do São Carlos, a instalação dos semáforos na avenida Santa Gleide, o complexo de Esporte do Bugio  e a infraestrutura da avenida Euclides Figueiredo.

Mudança na CMA

O Comitê Municipal do PCdoB decidiu, em reunião emergencial após o rompimento do PT, que o vereador licenciado Antônio Bittencourt Filho deverá retornar imediatamente ao exercício do seu mandato. Desde março do ano passado, o parlamentar responde pela Secretaria Municipal da Família e Assistência Social de Aracaju e o suplente Camilo Feitosa, do PT, assumiu o mandato.

Bittencourt de volta

“O PCdoB se reuniu e decidiu por unanimidade que é preciso retomar o mandato na Câmara imediatamente, para trabalhar pela defesa da unidade do agrupamento político que dá sustentação ao prefeito Edvaldo Nogueira e por entender que não seria possível manter na vaga do PCdoB o representante de um partido que não mais está neste bloco político”, afirmou Antônio Bittencourt, vereador e presidente municipal da legenda.

Camilo na suplência

Bittencourt assumiu a Secretaria Municipal da Família e Assistência Social no ano passado a partir de uma indicação do PSD, partido do deputado federal Fábio Mitidieri. Com a ida do parlamentar para o governo municipal, a vaga na Câmara de Vereadores foi ocupada pelo primeiro suplente Camilo Feitosa, do PT, o que representou naquele momento um gesto de fortalecimento da relação entre PT, PSD e PCdoB, que agora foi rompida pelos petistas.

Cássio fora da Funcaju

O dirigente do PT, Cássio Murilo Costa, informa que nessa sexta-feira (10), protocolou seu pedido de exoneração da Presidência da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (FUNCAJU). Após o anúncio de Márcio Macedo como pré-candidato a prefeito, ele disse que “na condição de militante e dirigente do meu partido, não me caberia qualquer outro posicionamento a não ser entregar o cargo que me foi confiado. Portanto, faço-o de maneira convicta e serena”.

Sobre a gestão

“Assumi a presidência da FUNCAJU em abril de 2018. Nossa gestão foi marcada pelo diálogo com todas as linguagens artísticas e com o novo cenário cultural da cidade apontando para a dimensão simbólica de uma das mais sofisticadas e imprescindíveis políticas públicas, por se tratarem de um instrumento de celebração das nossas identidades, do nosso sentimento de pertença, da nossa autoestima”, analisou.

Entrou e saiu pela política

“Agradeço a todas e todos que compõem o mundo da arte, às companheiras e companheiros de jornada da FUNCAJU pela construção coletiva da gestão, aos líderes, dirigentes e a militância do Partido dos Trabalhadores, sobretudo à população aracajuana. Entrei pela política e saio pela política”, agradeceu Cássio Murilo.

Almeida Lima I

O pré-candidato a prefeito de Aracaju, Almeida Lima (PV), assina o artigo “Edvaldo Nogueira comanda a direitona”, onde ele inicia que Carlos Cauê publicou outro artigo em que enaltece Edvaldo Nogueira pela sua “coragem de enfrentar o desafio de ir além do PCdoB”. “Pasmo, fiquei a me perguntar: coragem!? desafio!? Meu Deus, quanto farisaísmo!!!”.

Almeida Lima II

“Ora, ora…!!! Edvaldo Nogueira precisa ter coragem é para enfrentar o desafio do desemprego que castiga as famílias de Aracaju; coragem para enfrentar os empresários e baixar o preço da tarifa de ônibus que é das mais caras entre as capitais do país; precisa é de coragem e vergonha para revogar o IPTU, como disse que faria, e não fez; coragem para fazer a limpeza da cidade diretamente pela Emsurb, gastando apenas 40% do que gasta hoje com as empresas privadas”, continuou Almeida.

“Comanda a direitona”

Em seguida, o pré-candidato candidato a prefeito ainda pontua que “coragem e desafio para sair do PCdoB? Essa é a desculpa esfarrapada para ir comandar a ‘direitona’? Essa é a razão pela qual Edvaldo não tem um projeto de geração de emprego? É a razão para patrocinar uma tarifa cara de ônibus? e é a razão para deixar empresas de limpeza ganhando rios de dinheiro? O bom convívio com os empresários fez de Edvaldo o novo rico, insensível às causas sociais. Ah, Edvaldo, quem te viu e quem te vê!”.

“Continua o mesmo”

Almeida ainda sentencia que a história será implacável com o prefeito. “Ela irá cobrar coerência a Edvaldo, a exemplo do que já fez com tantos, e lhe reservará, também, o ostracismo e a pecha de quem usou o poder traindo o povo. Sei que as pessoas têm o direito ao revisionismo, embora não seja esse o caso de Edvaldo. Ele não está mudando, ele continua o mesmo, apenas a atual circunstância lhe revela diante de olhares incrédulos que, como eu, imaginava ter convivido com um político humanista, sensível e popular”.

“Troca por banquete

“Qual nada! O Edvaldo se revela o oportunista que, sem qualquer pudor, usou a todos nós para chegar ao poder em nome de um projeto popular, e agora dar as costas ao povo em troca do banquete posto pelo baronato que lhe apoia”, conclui, Almeida Lima, o seu artigo crítico à postura do prefeito de Aracaju.

Hermes Fontes

A “técnica” da Prefeitura de Aracaju de cortar as árvores dos canteiros da Avenida Hermes Fontes tem rendido muitas críticas nas redes sociais. Defensores falam em “progresso” e “mobilidade urbana”. Quem discorda vê “crime ambiental”. A imagem é realmente de entristecer, mas os assessores de Edvaldo dizem que ele sabe o que está fazendo. Tomara que esteja certo…

Cabo Didi I

O vereador de Aracaju, Cabo Didi, prestigiou a solenidade alusiva ao 40º aniversário do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Estado de Sergipe. Durante a solenidade foram homenageadas personalidades civis e policiais militares que contribuíram para o engrandecimento do Batalhão de Choque, recebendo medalhas e certificados, pelos serviços prestados, tendo o parlamentar sido chamado pelo cerimonial para entregar algumas homenagens aos agraciados.

Cabo Didi II

Ao final da solenidade foi cantado os parabéns e distribuído o bolo e refrigerante aos presentes. “É de suma importância prestigiarmos o 40º aniversário do Batalhão de Choque, unidade especializada composta por bravos e valorosos guerreiros, que ao longo deste tempo, prestaram e prestam relevantes serviços à sociedade sergipana. Nada mais justo de que este reconhecimento”, afirmou o Cabo Didi.

Alô Amparo!

Está praticamente consolidada a união dos líderes da oposição ao prefeito de Amparo do São Francisco para 2020. O ex-vereador Eldinho Vieira, o ex-prefeito Atevaldo e o atual presidente da Câmara Municipal, Clélio Vieira, estão “costurando” um entendimento político para enfrentar o prefeito Franklin Freire.

Carnaval em Amparo

O bloco “Amparo é meu Lugar Folia” já iniciou a venda de abadás de um dos melhores carnavais de rua da região, em Amparo do São Francisco. A organização é de Neto e os abadás podem ser solicitados pelo (79) 98845-6496. Muitos moradores da cidade e de outros municípios da região participam da folia.

Curso I

Quem nunca imaginou tornar seus sonhos realidades, alcançando objetivos grandiosos? Todos são capazes de realizar esses sonhos, o que falta é aprender o caminho e, esse, é o principal objetivo do curso O Poder e Alta Performance, que será realizado em Aracaju, no próximo dia 2, no Del Canto Hotel, Zona Sul da Capital.

Curso II

Realizado pela Ápice Assessoria e ministrado pelo coach e analista comportamental, Toni Oliveira, o curso ensina, através de técnicas, conceitos e ferramentas, a como mudar hábitos e crenças em apenas quatro meses. “O Poder e Alta Performance tem o objetivo de ajudar as pessoas a assumirem as rédeas das suas vidas”, afirma Toni Oliveira.

Oportunidades

Inspirado no best-seller de mesmo nome, do autor Paulo Vieira, o curso Poder e Alta Performance permitirá ao aluno gerenciar, de forma consistente, todos os seus comportamentos, pensamentos, sentimentos e atitudes. “E, assim, em pouco tempo, as oportunidades surgirão e resultados grandiosos começarão a acontecer”, garante o coach. Outras informações através do telefone (79) 99199-4768.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

Deixe seu comentário...