Juiz diz que PMs do Getam agiram com racismo em abordagem

Juiz diz que PMs do Getam agiram com truculência durante abordagem.

O Juiz de Direito, Manoel Costa Neto, usou as redes sociais para denunciar um abuso de autoridade e uma abordagem truculenta que teria sido praticada por policiais do Getam contra seu filho, um rapaz de 30 anos.

Segundo o juiz Costa Neto, seu filho saia do trabalho quando foi abordado em via pública por policiais do Getam com truculência, não dando tempo para que ele apresentasse os documentos. “Colocaram arma e trataram com muita rispidez. Desnecessáriamente. Tenho enorme respeito à PM. Não tiro a tropa pelo comportamento de dois trogloditas”, disse o juiz.

O juiz Costa Neto afirma que foi um “racismo velado praticado pela própria Polícia Militar”. Ele informa ainda que irá acioná-los na justiça. “Abuso de Autoridade e Indenização por danos morais em face do Estado. Com o dinheiro destinado a instituição de caridade”.

Veja o desabafo do juiz Costa Neto

“Eu tenho um filho adotado de 30 anos de idade, trabalhador e honesto. Só porque é moreno foi agora abordado com extrema truculência por uma equipe do GETAM, porque estava conduzindo um carro novo. Colocaram arma na cabeça em via pública, em pleno meio dia, mesmo diante da revista onde nada encontraram. Racismo velado praticado pela própria Polícia Militar. Vou levar o caso às últimas consequências”.

FOTO: Ilustração

Munir Darrage

 

Deixe seu comentário...