Julgados por Réus

Nada contra punir quem é flagrado botando a mão grande no dinheiro do povo, porém não parece correto que os julgadores do acusado também estejam às voltas com a Justiça.

POLÍTICA E COTIDIANO – ADIBERTO DE SOUZA – Qual será o sentimento de ser julgado por réus e condenados? Essa deve ser a indagação dos gestores públicos processados pelo Tribunal de Contas de Sergipe. Nada contra punir quem é flagrado botando a mão grande no dinheiro do povo, porém não parece correto que os julgadores do acusado também estejam às voltas com a Justiça. É justamente isso que acontece no nosso TCE velho de guerra. Reportagem assinada pelo colega Gabriel Damásio, no Jornal do Dia, escancara a vida pregressa de dois dos sete conselheiros do Tribunal de Contas. Carlos Pinna de Assis foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça por ter invadido terras da União, numa praia de Estância. Angélica Guimarães, corregedora-geral da Corte de Contas, é ré no STJ sob a acusação de peculato e falsidade ideológica. E para agravar a situação, o conselheiro aposentado Flávio Conceição, condenado por corrupção e absolvido em 2ª instância, tem como certo seu retorno como julgador do TCE. Indignados com essa estapafúrdia situação, os sergipanos seguem pagando os olhos da cara para assistir acusados serem julgados por réus e condenados devidamente togados. Misericórdia!

Um mentecapto

E continuam os protestos contra a verborragia proferida contra os nordestinos pelo desajuizado capitão de pijama. Além de ter chamado, pejorativamente, de “paraíba” quem nasce no Nordeste, o mentecapto ainda mandou retaliar o governador maranhense Flávio Dino (PCdoB). Ontem, os presidentes de Assembleias Legislativas do Nordeste divulgaram uma dura nota condenando a deselegância do ainda presidente Jair Bolsonaro (PSL). Vade retro Satanás!

Contra o preconceito

Recado do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) para o presidente Jair Bolsonaro (PSL), que chamou pejorativamente os nordestinos de “paraíba”: “O seu preconceito não é maior que o meu Nordeste. Enquanto houver democracia, iremos combatê-lo, repudiá-lo. Você deveria ser o presidente de todos, unir a Nação, mas você optou por disseminar o ódio. Vergonha!”. Cruz credo!

Desconfiados

Dois em cada 10 brasileiros vítimas de crimes e ofensas, como agressões, discriminação e furtos, procuraram a Polícia para registrar a ocorrência. Pesquisa do Ministério da Justiça revela que aproximadamente 80% dos entrevistados confiam pouco ou não confiam nas Polícias Militar e Civil. Segundo o estudo, os casos em que as vítimas procuram menos a Polícia são discriminação (2,1%), ofensa sexual (7,5%), fraudes (11,6%) e agressões (17,2%). Crendeuspai!

Vai uma pipoca aí?

Quer fazer a alegria do governador Belivaldo Chagas (PSD)? Pois lhe ofereça um pacote de pipocas. Sempre que se depara com a guloseima, o “Galeguinho” enche a boca d’água. Foi assim em Tomar do Geru, quando ganhou de uma cidadã um pacote de deliciosas pipocas: “Lanche garantido”, festejou. E na inauguração do Ginásio de Esportes de Pinhão, ontem, o governador não resistiu a um pacotinho do quitute nas mãos de uma garotinha: “Amigo que é amigo divide a pipoca”, disse, botando a mão no saquinho. Segundo Belivaldo, “se milho sustenta jegue, imagine governador”. Aff Maria!

Rei das bandeiras

Veja o que a coleguinha Thais Bezerra publicou no Jornal da Cidade: “O deputado federal Laércio Oliveira (PP) ficou pra lá de feliz ao ver uma Bandeira de Sergipe na mesa do ministro Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional. Surpreso, Laércio até tirou uma foto dele e do ministro segurando a flâmula. Mas por que um engenheiro nascido em Paranavaí (PR) tem uma Bandeira de Sergipe no gabinete? Resposta: Gustavo também possui bandeiras de todos os demais estados. Sempre que um parlamentar chega para audiência, o ministro coloca na mesa a bandeira do estado do visitante. Simples assim”. Marminino!

Sergipe fora

Nenhum dos 75 municípios sergipanos aderiu ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir). Criado para organizar e articular políticas e serviços do poder público federal para vencer as desigualdades raciais, o Sistema conta até agora com a adesão de apenas 67 municípios em 18 estados. O objetivo do Sinapir é criar ou fortalecer órgãos e conselhos de promoção da igualdade racial e garantir à população negra a equivalência de oportunidades, a defesa de direitos e o combate à discriminação e às demais formas de intolerância. Legal!

Não se venda

Vocês sabia que quem vende o voto pode ser condenado a quatro anos de cadeia? O artigo 299 do Código Eleitoral prevê punição idêntica para o político safado comprador de consciências. A venda do voto se caracteriza pelo recebimento de dinheiro, cestas básicas, material de construção, emprego ou qualquer outro benefício. Não entre nessa!

Quadro grave

É grave o quadro de saúde do ex-governador João Alves Filho (DEM), internado num hospital de Brasília desde segunda-feira passada, quando teve um mal súbito. Segundo a filha do demista, jornalista Ana Alves, os médicos fizeram uma traqueostomia para ele respirar melhor. O ex-governador sergipano sofre do mal de Alzheimer. Desejamos melhoras!

Criticas incomodam

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) suspeita que o governo de Sergipe esteja pagando a imprensa para publicar fakes news contra ele. Visando sanar tal dúvida, o petebista protocolou ofício solicitando à Secretaria Estadual de Comunicação todas as despesas feitas com a mídia desde 2017, incluindo blogs e portais. Rodrigo suspeita que outros políticos da oposição também estão sendo alvos das noticias falsas patrocinadas pelo Executivo. Homem, será? Vixe!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Folha da Manhã, em 30 de agosto de 1939.

Resumo dos jornais

 

Deixe seu comentário...