Laércio fala com Bolsonaro sobre a inserção de pessoas com mais de 50 anos no mercado de trabalho

O deputado argumentou que pessoas nessa faixa etária ficaram mais distantes de se aposentar com as regras de transição.

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

BRASÍLIA – O deputado federal Laércio Oliveira esteve com o presidente Jair Bolsonaro, nesta quinta 13, para solicitar o apoio do governo para a inserção no texto da MP Verde e Amarela a sua emenda que incentiva a contratação de pessoas com mais de 50 anos. “Em 2011 eu apresentei um projeto sobre o tema, mas resolvi transformá-lo para acelerar a aprovação. Com a Reforma da Previdência, essa medida se tornou ainda mais necessária, já que pessoas com mais de 50 anos reclamam da dificuldade de se recolocarem no mercado de trabalho”, explicou o parlamentar. O presidente concordou.

O deputado argumentou que pessoas nessa faixa etária ficaram mais distantes de se aposentar com as regras de transição e sofrem também com dificuldade de recolocação. O presidente afirmou que o parlamento tem que encontrar espaço no Orçamento para as possíveis mudanças. “Concordo. E quero colaborar com esse processo”, disse o deputado.

A MP já prevê a desoneração da folha para as empresas que quiserem contratar pessoas entre 18 e 29 anos com remuneração de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.497), desde que seja o primeiro emprego delas.

Pela emenda proposta por Laércio, as empresas que optarem por contratar pessoas com mais de 50 anos terão a folha desonerada. “O estudo do Banco Mundial Envelhecendo em um Brasil mais Velho observa que o Brasil está no meio de uma profunda transformação socioeconômica guiada pela mudança demográfica. Uma delas é que a expectativa de vida ao nascer aumentou de cerca de 50 anos para 73 anos de 1940 para hoje. A população em idade mais avançada também começou a crescer, por isso a importância da inserção dessas pessoas no mercado de trabalho”, justificou Laércio na emenda.

Fonte & foto – Assessoria

Deixe seu comentário...