Mais de 10 mil pacientes são atendidos pelo Hospital Regional de Itabaiana mensalmente

A unidade hospitalar, no ano de 2018, contabilizou 2645 cirurgias.

ITABAIANA/SE – A resolutividade na assistência dos Hospitais Regionais no estado de Sergipe reflete na fluidez do Hospital de Urgência (Huse), destinado para atendimentos de alta complexidade, evitando a superlotação. E o Hospital Regional Pedro Garcia Moreno, localizado no município de Itabaiana, é um exemplo disso. Gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) a unidade hospitalar, no ano de 2018, contabilizou 2645 cirurgias.

Desse total, a população do Agreste sergipano pode realizar na própria unidade, sem precisar se deslocar para a capital, 1252 cirurgias gerais – 486 de urgência e 766 eletivas, 872 ortopédicas, das quais 157 foram de urgência e 715 eletivas, além de 79 oftalmológicas, 49 de otorrino e mais 348 cirurgias de buco-maxilo – 75 de urgência e 273 eletivas, quatro cirurgias vasculares, 20 de urologia e 21 de mastologia.

“Se a gente consegue ser resolutivo aqui dentro do regional, a gente consegue diminuir o número de transferências, só vai para o Huse o paciente que, depois de avaliações específicas, apresenta necessidades que o Hospital não comporta. Então acaba sendo um trabalho de retaguarda”, comentou o superintendente do Hospital Regional, Valtenis Júnior.

Para 2019 o superintendente, o Governo do Estado, busca melhorar ainda mais os serviços prestados à população. “A gente fechou um ano muito produtivo em 2018. Esse Hospital é diferenciado porque ele tem o Centro de Especialidades anexo, geograficamente falando está no centro do estado, então tem um volume muito grande de pessoas. Em 2018 realizamos 121.173 atendimentos, mais de 10 mil pacientes por mês. É um hospital que produziu muito e eu quero chegar ao final do ano de 2019 com a mesma sensação que eu tive em 2018, de dever cumprido”, concluiu.

FONTE & FOTO: SES/SE

Deixe seu comentário...