Médicos do Hospital de Socorro destacam transparência e empenho da gestão

A abertura do diálogo repercutiu entre os médicos da unidade hospitalar.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e a Superintendência do Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro realizaram durante esta semana reuniões com médicos pediatras, obstetras e clínicos gerais da unidade hospitalar. Na pauta, o diálogo sobre os esforços que vêm sendo empreendidos pela gestão estadual para melhorar as condições de trabalho e garantir direitos dos profissionais, objetivando qualificar a assistência à saúde dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o diretor Operacional da Fundação Hospitalar de Saúde, Ives Déda Gonçalves, as reuniões foram feitas também com o intuito de apresentar aos profissionais de saúde os progressos realizados pela gestão estadual naquela unidade hospitalar. “Mostramos as melhorias estruturais que estão sendo feitas, como a instalação de ar condicionado em quase todos os setores do hospital, e os esforços empreendidos para a contratação de profissionais médicos através do Processo Seletivo Simplificado (PSS)”, salientou o diretor.

A abertura do diálogo repercutiu entre os médicos da unidade hospitalar. “O conteúdo da reunião surpreendeu ao expor um olhar diferente para a valorização do médico no interior, fato que nunca ocorrera antes. A nova administração, sensível à necessidade de colocar para funcionar as maternidades do interior propõe discutir no conselho curador uma interiorização digna e capaz de fixar o profissional médico no interior”, declarou o obstetra Marlon Gaspar, acrescentando que as propostas oferecidas na reunião devem, de fato, melhorar a assistência materno-infantil no Estado.

Para o clínico geral, Rodrigo Araújo, a convocação da SES para ouvir as demandas do que estão diretamente na assistência teve um impacto muito positivo. “Fomos ouvidos e sugerimos melhorias, as quais foram bem aceitas pelos gestores. Essa modalidade de gestão participativa me surpreendeu positivamente e corrobora o desejo da Secretaria de Saúde de melhorar a assistência de forma crescente, com impacto nos que estão em contato direto com a população, e, principalmente, no usuário, dignificando a assistência e provendo resultados cada vez melhores”, disse o médico.

A neonatologista e pediatra Sabrina Barreto Antunes destacou o bom diálogo e a conversa franca que ocorreu durante a reunião com a sua categoria. “Ficou restabelecida a comunicação e a transparência entre as partes. Nós, pediatras, estamos confiantes no reconhecimento da importância do trabalho que desempenhamos em unidades do interior, e com grande expectativa em relação à melhora da gratificação”, disse.

Repercussão

A superintendente do Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro, Iza Conceição Leó do Prado, disse estar satisfeita com o resultado das reuniões, uma vez que seus efeitos  já são sentidos no ambiente de trabalho. “A repercussão tem sido boa. Os médicos têm dito que só o fato de a gestão estar conversando com as categorias, restabelecendo o canal de diálogo, é muito positivo. Ontem, eles comentaram que o clima da unidade já está mais leve, que as pessoas estão trabalhando mais felizes e isso com certeza vai impactar na assistência, melhorando a qualidade do atendimento à população”, salientou.

Fonte e foto assessoria

Deixe seu comentário...