Mestre da UNINASSAU Aracaju fala sobre como se comportar no mundo corporativo

Núcleo de Trabalhabilidade, Emprego e Carreiras oferece orientação a alunos.

ARACAJU/SE – Empregabilidade e Trabalhabilidade podem parecer sinônimos, no entanto, não são. Quem explica é o professor da UNINASSAU Aracaju e mestre em Administração, Démerson Tavares. Ele esclarece que o primeiro é a capacidade de se desenvolver e se manter no emprego, que difere de conseguir se projetar em uma determinada carreira e conseguir se manter dentro dela como um profissional de ponta, como propõe o segundo conceito. “Na trabalhabilidade, é possível escolher e ser escolhido, requisitado e respeitado”, diz o professor.

Desenvolvimento pessoal é algo que todos buscam. Mas a forma certa de chegar até ele é o segredo do sucesso. “Quando falamos em empregabilidade, vemos apenas caminhos para que a pessoa se mantenha no emprego. A trabalhabilidade vai além, ela faz com que o profissional seja bem visto, procurado. Quem possui a trabalhabilidade como escolha é dona da sua formação, do seu trabalho e possui a capacidade de gerar trabalho”, ressalta Démerson.

O professor deixa claro que os comprometidos com a trabalhabilidade, além de gerar trabalho, potencializam novas fontes de renda, se tornando o principal responsável por sua carreira e ascensão profissional. “Esse profissional está sempre à frente dos outros e consegue encontrar alternativas de sobrevivência. Na UNINASSAU Aracaju, buscamos preparar os alunos em um âmbito profissional, com uma formação moderna e consciente, em busca da sua potencialidade com capacidade analítica de mercado e no desenvolvimento pessoal e de carreira”, salienta o professor.

Iniciativa – Démerson adverte que é preciso uma mudança de postura para que as coisas aconteçam. “As pessoas estão acostumadas a receber tudo na mão, sem que seja preciso fazer esforço. Não é assim que se chega ao sucesso. É preciso ir em busca para alcançar os objetivos desejados. Os jovens de hoje são mimados demais pelos pais, que os superprotegem de forma inconsciente, julgando ser o melhor. Isso cria dependentes, uma “geração canguru”, alerta o professor da UNINASSAU.

Ele observa, no entanto, que ao ingressar na faculdade, esse jovem começa a perceber o quanto é importante fazer as coisas e superar obstáculos com suas próprias atitudes. “Se ele entende isso, percebe que pode ir bem mais longe. Na UNINASSAU, temos o Núcleo de Trabalhabilidade, Emprego e Carreiras (NTEC), que oferta orientação a esses jovens com o objetivo de oportunizar empregos e cursos ligados à área de gestão. São eles: Administração, Gestão Financeira, Contabilidade e Recursos Humanos”, concluiu o mestre.

Compromisso – O diretor da UNINASSAU Aracaju, Yuri Neiman, observa a importância da trabalhabilidade na sequência da formação. “Para nós, não basta formar o profissional. É preciso ofertar a ele oportunidades no mercado e dar a orientação e preparação necessárias para que isso aconteça. Por isso, trabalhabilidade é marca da UNINASSAU, do Grupo Ser Educacional”, afirma Neiman.

Por Suzy Guimarães

 

Deixe seu comentário...