Ministério Público do Trabalho responde a oficio da Associação dos Militares

Basicamente, o procurador esclareceu que, como a atividade laboral realizada na localidade.

ARACAJU/SE – O Procurador do Trabalho, Adson Souza do Nascimento, oficiou nesta segunda-feira (18) a AMESE acerca de pedido de interdição – realizada pela entidade – da área do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar que se encontra em colapso.

Basicamente, o procurador esclareceu que, como a atividade laboral realizada na localidade envolve em sua maior parte policiais militares, a iniciativa para demandamento de ações deveria partir do Ministério Público estadual.

No ofício, o Procurador relata que encaminhou o procedimento para o Ministério Público estadual para as providências cabíveis.

Independentemente da esfera de atribuições, o prédio em questão já foi interditado e os policiais militares que lá trabalhavam já se encontram em local, em tese, seguro.

Da assessoria

 

Deixe seu comentário...