O Incendiário

Vive querendo apagar incêndio com gasolina e recorre a toscos argumentos na tentativa vã de alterar fatos históricos.

POLÍTICA E COTIDIANO – ADIBERTO DE SOUZA – Nunca antes neste país um presidente disseminou tanta discórdia quanto Jair Bolsonaro (PSL). Ele dorme e acorda procurando inimigos para estoca-los com sua verborragia infame. Vive querendo apagar incêndio com gasolina e recorre a toscos argumentos na tentativa vã de alterar fatos históricos. Parece mais um lunático em guerra permanente com moinhos de ventos. Nem mesmo os auxiliares mais próximos escapam de sua língua ferina: que o diga Joaquim Levy, descartado ao vivo da presidência do BNDES. Homofóbico, misógino e racista, o ainda presidente também cativa forte preconceito contra o Nordeste, para ele uma terra de “paraíbas”. Até parece que Bolsonaro foi eleito para destruir as conquistas do povo brasileiro e devolver o país à atrasada idade média, afastando-o por completo do mundo civilizado. Decididamente, o Brasil não merecia tamanha desgraça. Só Jesus na causa!

Barras da Justiça

O sergipano Cezar Britto será o advogado da ação que a OAB nacional moverá contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL). A Ordem pretende que o capitão de pijama esclareça o paradeiro de Fernando Santa Cruz – pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz – desaparecido durante e a ditadura militar. Ontem, Bolsonaro disse que se Felipe quiser saber, ele conta como foi assassinado o preso político, que desapareceu em 1974. Ao fazer tal afirmação, o presidente pode ter virado cúmplice e réu confesso de um crime. Danôsse!

Aliança partida

Sempre que pode, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) insiste em propagar a importância do Partido dos Trabalhadores para a sua administração. Com passagem comprada para trocar o PCdoB por outro partido – provavelmente o PDT – Nogueira reza para que o PT não lance candidato próprio à Prefeitura de Aracaju: “Nunca pensei na possibilidade de estar sem o PT na eleição de 2020”, diz. O diabo é que, diferente do comunista, os petistas dormem e acordam pensando em enfrentá-lo no próximo pleito. Marminino!

Feminicídio assusta

Desde janeiro passado, 10 mulheres foram vítimas de feminicídio em Sergipe. Ontem, a Assembleia Legislativa promoveu um ato público para condenar este crime, que vem assustando a sociedade sergipana. Deputados, policiais e representantes da sociedade civil prestigiaram o evento realizado no centro da capital. Dos 10 homicídios motivados pela condição de gênero feminino, três ocorreram em Aracaju. Crendeuspai!

Contra Sergipe

E o secretário estadual de Turismo, Manelito Franco, se desentendeu, ontem, com representantes de 26 municípios. Segundo publica hoje o Jornal da Cidade, ocorreu uma discordância em torno dos tamanhos dos estandes de Sergipe na Abav Expo 2019, marcada para setembro, em São Paulo. O JC concluiu que o comportamento do secretário deixou transparecer que o governo “não quer somar esforços para divulgar um único Sergipe”. Misericórdia!

Nordeste unido

O governador Belivaldo Chagas (PSD) ficou satisfeito com o resultado da reunião de governadores visando lançar oficialmente o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Nordeste. Segundo o representante sergipano, a iniciativa vai permitir, entre outros benefícios, gerar economia nas compras públicas, facilitar convênios e buscar investimentos internacionais. Ocorrida ontem, em Salvador, a reunião divulgou a Carta do Nordeste, na qual os governadores ratificam a defesa do pacto federativo. Então, tá!

Uma correção

Publicamos, ontem, que o juiz de Direito Manoel Costa Neto está uma fera com o eleitor José Cosme de Carvalho. Na verdade, a raiva do magistrado é com o internauta Jeronimo Monteiro. Foi este quem criticou o fato de a candidata a prefeita de Riachão do Dantas, Manoela Costa (PSC) – filha do magistrado – ter o apoio de “duas pessoas condenadas por corrupção eleitoral”. Vereador em Riachão, José Cosme de Carvalho é muito amigo de doutor Manoel Costa Neto. Desculpem-nos pelo mal entendido!

Fora da lei

A seccional sergipana da OAB vai acionar a Câmara de Aracaju no Supremo Tribunal Federal. É que o Regimento Interno do Legislativo municipal concede poderes ao presidente de plantão para nomear os integrantes de Comissões Parlamentares de Inquérito. A Ordem vai defender que a escolha dos membros das CPIs seja feita pelas lideranças dos partidos, a exemplo do que ocorre nos demais parlamentos. A ação contra a Câmara foi sugerida à OAB pelo Movimento Atitude Sergipe. Ah, bom!

Defesa da mulher

A Fecomércio vai desenvolver ações visando promover a qualificação e inclusão no mercado de trabalho das mulheres vítimas de opressão masculina. Esta parceria foi discutida, ontem, entre a entidade empresarial e o Ministério Público Estadual. Segundo o deputado federal Laércio Oliveira (PP), presidente da Fecomércio, a ideia é estimular o empreendedorismo feminino, dando respeito e dignidade às mulheres vítimas de violência física, sexual, moral e psicológica. Legal!

Primeiro os meus

O deputado federal Gustinho Ribeiro (SD) empregou a tia Maria Luiza Carvalho Ribeiro como superintendente da Funasa em Sergipe. A nomeação da moça já foi publicada no Diário Oficial da União. Para assumir a Funasa, Luiza renunciou a Secretaria da Saúde de Lagarto, devendo ser substituída por Polyana Ribeiro, que vem a ser irmã de Gustinho, esposo da prefeita lagartense Hilda Ribeiro (SD). Homem, vôte!

Magistrado reage contra nota

O magistrado Manoel da Costa Neto se manifestou pelo Whatsapp contra a citação de seu nome em nota publicada sobre as eleições em Riachão do Dantas: “Por ser Juiz não posso e, como pessoa, não devo me envolver”, afirma o juiz. Veja abaixo a íntegra da nota do doutor Manuel da Costa Neto:

“Tenho uma filha de 31 anos, Bacharela em Direito, casada, mãe de família, independente, dona do seu nariz, portadora do predicado da honestidade a toda prova, que resolveu entrar na Política partidária e concorrer à Prefeitura de Riachao do Dantas. Não é um projeto meu, mas dela. Como pai, sei muito bem as agruras de uma campanha com baixaria e até pornografias como é a politicagem de Riachao. Por ser Juiz não posso e, como pessoa, não devo me envolver. Não voto em Riachao, não peço voto a ninguém, nem a meu irmão, quanto mais aos outros do povo. Sou Trabalhador de um Centro Espírita que agrega centenas de pessoas das mais diversas opções políticas, onde o tema política não entra. Não admito ataques pessoais aos candidatos, nem a Manuela e nem a opositora Simone, pois são mulheres decentes e honradas, não devendo sofrer ataques de moleques da politicagem.
É proibida qualquer atuação político-partidaria a Juízes. Assim tenho me comportado.
Mesmo assim, aparecem os maledicentes e me vinculam ao processo. No último sábado, através do Vereador José Cosme de Carvalho, reprimi uma maldosa vinculação do meu nome à campanha. Que fique claro: não reprimi quanto à qualidade das pessoas da Coligação Partidária. Mas o cidadão maledicente resolveu colocar na imprensa. Estou agora sendo alvo de ataques dos Portais de notícias, Infonet e Fazaju, como se estivesse a defender a Coligação. Nada a ver, o que eu luto é para não ver meu nome envolvido, pois poderá me causar problemas administrativos. As publicações dos referidos Portais não obedeceram regras básicas do exercício do jornalismo, embarcando na maledicente versão trazida pelo referido cidadão. Não recebi um só telefonema que me desse a oportunidade de explicar que minha indignação é quanto ao envolvimento do meu nome. As maldosas publicações dos jornalistas, sem ouvir a outra parte, trouxeram e trarão constrangimentos pessoais e profissionais.
Terei que promover ações judiciais para me precaver até de punição pelo CNJ. Estou pedindo o apoio da AMB (Ass dos Magistrados do Brasil), e da AMASE”.

Recorte dos jornais

Publicada no jornal aracajuano O Nordeste, em 29 de dezembro de 1946.

Resumo dos jornais

 

Deixe seu comentário...