“Os professores eram mais felizes antes do Síntese”, afirma vereador

São professores revoltados e as vezes sem destino que seguem os caprichos da síntese.

ARACAJU/SE – O vereador por Aracaju, pastor Carlito Alves (Republicanos) fez duras críticas ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe (Sintese), afirmando que “são professores revoltados e as vezes sem destino que seguem os caprichos da Sintese”.

Durante a entrevista concedida ao radialista Carlos Ferreira, na 103 FM, na manhã desta terça-feira (03) o vereador disse que “os professores de Sergipe eram mais felizes sem a existência do Sintese”, ironizou o vereador.

Segundo Carlito Alves, o Síntese usa os professores como massa de manobra e diz que “é de diálogo que a gente precisa, chega de brigas. Sintese, cai fora”, pediu o vereador e lamentou que “o sindicato usa a maioria dos professores como massa de manobra, pessoas tão cultas e tão inteligentes. São professores revoltados e as vezes sem destino e que seguem os caprichos da Síntese.  Vai lá e dialoga com o governador. É de diálogo que a gente precisa, chega de brigas. Sintese, cai fora”, afirmou Pastor Alves.

Deixe seu comentário...