Parecer do CREA/SE pede desocupação imediata do PRESMIL

O profissional pugnou pela imediata desocupação do presídio com o fito de salvaguardar a vida dos internos, profissionais que ali trabalham e pessoas que eventualmente frequentam o local.

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print
SERGIPE – Na última terça-feira, a ASSOCIAÇÃO DOS MILITARES DO ESTADO DE SERGIPE recebeu parecer técnico oriundo do Conselho Regional de Engenharia de Sergipe acerca da situação em que se encontra as instalações físicas do Presídio Militar.
A inspeção foi solicitada pela AMESE no mês de julho de 2018, logo após a marquise do PRESMIL apresentar sinais de eminente desabamento.
Em seu parecer, o engenheiro-perito encarregado, analisa diversos itens do prédio, tais como estruturas de concreto, incêndio e pânico, instalações elétricas e hidráulicas, dentre outras. O profissional pugnou pela imediata desocupação do presídio com o fito de salvaguardar a vida dos internos, profissionais que ali trabalham e pessoas que eventualmente frequentam o local.
“Estamos peticionando junto ao Poder Judiciário a imediata desocupação das instalações onde funciona o Presídio Militar para preservar a vida de todos que ali estão. Na nossa petição, solicitamos também que os internos que ali se encontram, que são servidores da segurança pública, cumpram sua pena em regime domiciliar, pois entendemos não ser justo estes profissionais irem para um presídio comum e serem vitimados pelos criminosos que ali se encontram”, pontuou o presidente da AMESE, sargento Jorge Vieira.
VEJAM ABAIXO TODO O LAUDO EMITIDO PELO CREA/SE:
FONTE & FOTO: AMESE

Deixe seu comentário...