Perseguição ao comandante do 5º BPM da PMSE, afirma blog

Sempre fui cauteloso em preservar o sigilo de todas as denúncias que a mim são encaminhadas, pois conheço muito bem as manobras que são realizadas por aqueles que, historicamente, ocuparam o poder nesse estado para prejudicar os seus militares.

SERGIPE – Começamos a postagem agradecendo o voto de confiança dado por cada policial militar, cada bombeiro e cada membro da sociedade a este sargento. Sempre fui cauteloso em preservar o sigilo de todas as denúncias que a mim são encaminhadas, pois conheço muito bem as manobras que são realizadas por aqueles que, historicamente, ocuparam o poder nesse estado para prejudicar os seus militares.

No dia de hoje publicaremos uma portaria encaminhada a nosso e-mail (jvcogloria@hotmail.com) na qual é aberto um Inquérito Policial Militar para apurar suposta infração, no caso suposta omissão de autoridade, que permitiram que o 5º BPM viesse a se tornar a pior unidade da Polícia Militar no quesito instalações físicas.

Vejam o documento:

Para aqueles que não recordam, o 5º BPM está condenado pela Defesa Civil e pela Vigilância Sanitária do município de Nossa do Socorro. Significa dizer que, além dos riscos físicos que podem ser causados por eventual desabamento ou choque elétrico, os militares que ali trabalham também estão expostos a eventos patológicos dos mais diversos devido à imundície das instalações sanitárias e do mofo por toda parte.

Bom, o que queremos aqui dizer, fazendo uma análise sucinta dos fatos, é que o Comandante Geral da Polícia Militar quer apurar uma eventual omissão do Ten Cel Henrique (Caveira 27) na administração do batalhão que comanda e, usando do poder hierárquico e de abuso de autoridade, transformá-lo – se as coisas se concretizarem – em réu na Auditoria Militar.

De pronto, já dizemos ao Caveira 27 que compareça à AMESE para tratarmos de sua defesa e aproveitamos essa postagem para dizer a Marcony que fique esperto.

Caso o Ten Cel Henrique seja indiciado neste IPM, este simples sargento reformado ingressará com ação criminal para que o comandante geral da PMSE também seja alvo de IPM para apurar sua eventual omissão em deixar o Quartel do Comando Geral chegar à situação lastimável em que se encontra.

Quase todo o espaço físico do QCG se encontra interditado e não vimos, até a presente data, nenhuma apuração de caráter criminal ser instaurada. A única exceção são os gabinetes do comandante e do subcomandante geral: um verdadeiro oásis perante o que tropa vem passando.

Marcony, procure o que fazer e vá reaver os 5 milhões e meio de reais que você devolveu ao estado de Sergipe no ano passado e estabeleça um cronograma de reforma das unidades da Polícia Militar. A corporação agradece.

     

JORGE VIEIRA DA CRUZ
Sargento da Reserva, mais um veterano

PS: Os comentários estão liberados neste blog, desde que se refiram somente a debates de interesse da tropa.

DIA 04 DE OUTUBRO, NA LATERAL DO QCG DA PMSE, SERÁ REALIZADA NOSSA GRANDE ASSEMBLEIA, ÀS 14 HORAS. SUA PRESENÇA É MUITO IMPORTANTE!

FONTE & FOTO – Blog Sgt Veiria

Deixe seu comentário...