Polícia Militar do estado de Sergipe faz levantamento da situação de seus imóveis funcionais

Além disso, assume-se que prédios onde funcionam unidade policiais tem cessão de uso concedida por prefeitura, o que é temerário.

SERGIPE – A Polícia Militar de Sergipe acabou de publicar no BGO 067/2019 um chamamento para que todos os comandantes de unidade/subunidade a partir do nível pelotão independente prestem algumas informações. Vamos à publicação:

Queremos acreditar que deva ser algo relativo às recentes denúncias formuladas pela AMESE acerca das condições precárias em que se encontram a maiorias das unidades policiais militares do nosso Estado.

Porém, o que nos chama a atenção é o fato de a Polícia Militar, em pleno século XXI, em plena era da revolução digital, não ter conhecimento de quais prédios pertencem à própria instituição. Isso é revoltante e vergonhoso. Além disso, assume-se que prédios onde funcionam unidade policiais tem cessão de uso concedida por prefeitura, o que é temerário: a depender do prefeito e do alinhamento político a PM, vez ou outra, é despejada e  os militares constrangidos perante à opinião pública.

Esperamos que esse “levantamento” tenha por objetivo viabilizar as reformas de instalações físicas que tanto necessitamos e que, daqui a alguns anos, não haja a necessidade vexatória de publicar em boletim da corporação a falta de controle sobre os imóveis funcionais da Polícia Militar. Além disso, faz-se urgente a construção de prédios próprios e adaptados às reais necessidades da corporação.

JORGE VIEIRA DA CRUZ

Sargento reformado, mais um veterano

 

Deixe seu comentário...