Prefeito Edvaldo leva jornalistas, radialistas e influenciadores digitais para visita a obras

Acompanhado de jornalistas, radialistas e influenciadores digitais.

ARACAJU/SE – O prefeito Edvaldo Nogueira realizou, na manhã desta sexta-feira, 22, uma nova inspeção às diversas obras que estão em execução na cidade. Acompanhado de jornalistas, radialistas e influenciadores digitais, o gestor municipal verificou o andamento dos projetos estruturantes que estão sendo realizados nas zonas Norte e Sul e que estão transformando a face da capital sergipana,  entre eles a construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) do Bugio, a recuperação da avenida Euclides Figueiredo, o novo canal Beira Mar, a primeira escola de ensino integral do município e a maternidade do bairro 17 de Março.

Ao iniciar a visita, Edvaldo ressaltou que o convite à imprensa foi feito para que os comunicadores pudessem ver de perto a evolução das obras, responsáveis pela grande mudança na cidade. “Estamos realizando obras significativas em diversas áreas de Aracaju e que as comunidades, que vivenciam o dia-a-dia de todas elas, têm sentido os impactos positivos. E meu compromisso, enquanto político vinculado às ideias transformadoras, de igualdade, de fraternidade, é com essas comunidades. Mas acredito que, assim como os moradores dessas regiões, outras pessoas também devem acompanhar os avanços gigantescos desses projetos. E nada melhor que a imprensa para que os aracajuanos tenham esse alcance”, explicou o prefeito.

O primeiro ponto de parada da comitiva foi o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) do Bugio, cuja obra física está 80% executada. No local, Edvaldo mostrou como anda o projeto cujo investimento soma R$ 4,8 milhões, executado através de um convênio com o Governo Federal. Enquanto caminhavam pela área, o gestor explicou que a proposta é criar um conselho gestor para cuidar dos diversos equipamentos de esporte e lazer  que ocuparão os 7 mil metros quadrados de área.

“Vou criar um conselho com as Secretarias de Esporte e Planejamento. Também vou direcionar recursos para manutenção e vamos buscar parceiros na iniciativa privada para conservação do local”, detalhou o prefeito informando que a obra está prevista para ser entregue no primeiro semestre de 2020.

De lá, eles seguiram para o loteamento Rosa do Sol, onde estão sendo executados serviços de drenagem, terraplanagem, esgotamento sanitário e pavimentação em 18 vias. Com investimento de quase R$7 milhões, a obra deverá ser concluída em 12 meses. “Aqui as pessoas sofriam há 15 anos. Graças ao trabalho da nossa gestão, estamos resolvendo definitivamente o problema, transformando a vida dos moradores. É uma obra completa, que inclui rede de esgoto, drenagem e pavimentação. Além de todas as ruas do Rosa do Sol, a única via do Santos Dumont que não tinha infraestrutura também está no projeto, então é uma obra que vai trazer qualidade de vida para toda essa região”, ressaltou.

Ainda na zona Norte, prefeito e imprensa visitaram as obras da avenida Euclides Figueiredo, cujo investimento é de 7,6 milhões e que já está com 70% da segunda etapa concluída, do Jardim Bahia, para onde são destinados R$ 3 milhões, dos loteamentos Isabel Martins, Santa Catarina, Guarujá (investimento de R$ 4,5 milhões), Tia Caçula, Jardim Indara (quase R$ 5 milhões), e do Japãozinho, onde estão sendo aplicados R$ 15 milhões somente na segunda etapa, para a construção de uma nova avenida e para a infraestrutura de 11 ruas. Na zona Norte eles ainda estiveram na Orlinha do bairro Industrial, que passa por recuperação completa, num investimento de R$ 2 milhões.

“Assim como as outras obras visitadas por nós, estas também seguem acontecendo de maneira avançada. A infraestrutura da avenida Euclides Figueiredo, por exemplo, não só está dentro do prazo como devemos entregá-la em meados de março. Já finalizamos 300 cédulas de concreto, das 504 que serão instaladas para acabar com os alagamentos. Além disso, essa obra depende  da infraestrutura dos loteamentos que estão em volta, por isso estamos fazendo drenagem e pavimentação em toda a região. Já no Japãozinho é um grande sonho. Estamos construindo uma avenida que liga o Santa Terezinha à Euclides, estamos refazendo o canal e transformando ruas que não tinha infraestrutura. Vamos resolver definitivamente os problemas dessas localidades”, assegurou.

Zona Sul

Logo depois, o prefeito Edvaldo e os comunicadores seguiram para a zona Sul, onde puderam conferir outras grandes obras, a exemplo do novo canal Beira Mar, já em fase de finalização e que beneficia diretamente os bairros Aeroporto, Atalaia e zona de Expansão. No local, além de construir o canal com 400 metros, interligado ao sistema de drenagem dos conjuntos residenciais e da avenida Hildete Falcão, foi feita uma nova avenida, ligando os bairros Atalaia e Aeroporto, modificando por completo a localidade que sofria com alagamento e falta de estrutura. O investimento aproximado é R$ 9 milhões.

Outra importante obra visitada pela comitiva foi a construção da maternidade do 17 de Março. Orçada em R$ 17 milhões, a unidade hospitalar está localizada em uma das áreas que mais precisam da cidade e, quando concluída, beneficiará, além dos moradores do bairro em que está localizada, as comunidades do Santa Maria, São Conrado, Atalaia, Coroa do Meio, Aeroporto, Farolândia e de toda a zona de Expansão. “Essa é uma obra que me enche de alegria porque sei que vai contemplar milhares de pessoas. É uma maternidade de cinco andares, com 50 leitos, sendo 10 de UTI, área para acolhimento das mães, auditório, ou seja, completamente equipada, para servir como referência para essa região. Uma maternidade moderna e que foi projetada para as atender grandes complexidades”, detalhou.

Eles percorreram, ainda, a construção da primeira escola de ensino integral do município, localizada no bairro Santa Maria, com investimentos de R$ 3,5 milhões e padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). De lá, averiguaram o bom andamento das intervenções estruturantes que contemplam cerca de 90 ruas da localidade e finalizaram passando pelo Marivan, onde a Prefeitura investe R$ 12 milhões, em parceria com o Governo Federal, para a conclusão da infraestrutura total de 53 ruas.

Transparência

Ao final do tour pelas obras execução na cidade, o prefeito destacou a importância da imprensa na inspeção e definiu o ato como um exemplo de transparência pública. “Dizer aquilo que faz, fazer aquilo que diz. Essa é a regra que sigo desde que entrei na política e, para mim, essa visita com a imprensa representa bem o significado dessas palavras. A gestão tem que ser transparente, os recursos que são utilizados nas obras não são meus, mas sim das pessoas. É dinheiro público, que deve ser usado em benefício do povo e que nada mais justo do que mostrarmos como está sendo feita a aplicação de cada centavo. Ninguém melhor que a imprensa para constatar o nosso trabalho, colocar o próprio olhar e poder comunicar à população. Então estou muito feliz de poder trazer a imprensa sergipana para ver o que estamos fazendo”, assegurou.

Edvaldo reforçou o impacto que todas as obras realizadas estão fazendo na vida da população. “Não são obras de fachadas. São obras de resultados, que transformam a vida das pessoas, que trazem benefícios de curto, médio e longos prazos e que terão impacto no dia-a-dia de cada cidadão aracajuano. Para mim, o valor da obra pública não está na beleza, mas na mudança que ela faz na vida das pessoas e na eficiência dela. E é isso que estamos fazendo em Aracaju. É claro que quando você pode unir os dois elementos é maravilhoso, mas o mais importante é que ela seja eficiente para a população. A maternidade é um exemplo disso. Depois de 165 anos de existência Aracaju terá sua primeira maternidade pública-municipal. E não é uma maternidade qualquer. É estruturada, bem equipada, eficiente”, reiterou.

O jornalista Ricardo Marques foi um dos 30 comunicadores que acompanhou a visita. Ele destacou a sua satisfação por percorrer as obras ao lado do prefeito Edvaldo Nogueira. “Estou feliz de estar aqui porque as pessoas que me conhecem sabe que gosto de cobrar transparência. Diante dos discursos que temos  acompanhado, de crise, de não poder fazer, ficam interrogações. Os gestores são colocados lá para administrar sejam nos bons momentos bons, ou nos momentos de crises. E poder acompanhar de perto esse volume de obras de cobrei, me sinto feliz de ter esse retorno. É, na verdade, um feedback que a Prefeitura nos dá. Estou satisfeito com o que vi”, avaliou.

AAN

FOTO – Ana Licia Menezes

Deixe seu comentário...