Secretário de Saúde propõe a municípios horário estendido para reduzir superlotação dos regionais

Entre junho e julho é esperado o crescimento dos casos de arboviroses (dengue, zica, chikungunya), bem como das infecções respiratórias.

SERGIPE – O secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira, realizou nesta quinta e sexta-feira, 16 e 17, uma série de visitas técnicas aos hospitais regionais da Rede Estadual de Saúde, quando se reuniu com os secretários de saúde dos municípios e os gestores das unidades hospitalares. O objetivo do encontro foi o de propor o horário estendido na Atenção Básica em pelo menos duas unidades de maior demanda em cada um dos municípios, nos próximos meses de junho e julho. O secretário, nestes dois dias esteve junto à sua equipe técnica em Propriá, Itabaiana, Lagarto, Estância e Glória.

A iniciativa do secretário corresponde a uma resposta antecipada ao aumento da demanda previsto para o período, considerando o movimento nas unidades hospitalares em anos anteriores. Entre junho e julho é esperado o crescimento dos casos de arboviroses (dengue, zica, chikungunya), bem como das infecções respiratórias, que levam muita gente para os hospitais. Além disso, há a preocupação com as ocorrências características do período junino, como o aumento dos casos de acidentes de trânsito e queimaduras.

O secretário pretende com o horário estendido das 17 horas para até às 19 horas, dar ao paciente de baixa complexidade a opção de cuidar do seu problema de saúde em um posto de saúde mais próximo de sua casa, como também desafogar um pouco os hospitais regionais e o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), dando-lhes melhores condições de tratar os doentes graves com maior critério médico. Nestas unidades, 97% dos pacientes são de baixa complexidade.

“A proposta que trouxemos aos secretários não descaracteriza o esforço que as prefeituras têm feito para ofertar serviços de qualidade aos usuários. Sabemos das dificuldades dos municípios, mas o que propomos não impacta nos cofres das prefeituras porque serão duas horas a mais por dia, em duas unidades, nos meses de junho e julho. A medida é necessária para que a gente possa deixar os hospitais com reserva de atendimento para os pacientes que necessitem de urgência e emergência”, disse Valberto de Oliveira.

Esta é uma medida inédita, que demonstra a preocupação da Secretaria de Estado da Saúde com os seus pacientes, a proposta foi bem recebida pelos gestores municipais e das unidades hospitalares. “Acertada essa ideia do secretário Valberto de vir se reunir com os gestores no território, conhecer a realidade do momento dos hospitais e propor uma alternativa que, acredito, só trará benefícios para a população”, declarou o superintendente do Hospital Regional de Itabaiana, Waltenis Júnior.

A secretária de Saúde de Itabaiana, Mara Rúbia, concorda com a opinião de Júnior. “A conversa foi muito proveitosa porque os entes precisam dialogar e com essa abertura quem ganha é a população que usa nossos serviços. Sentamos a mesa, estabelecemos uma parceria, estamos vendo a possibilidade de estender o horário em algumas unidades, proposta que vamos levar à equipe e ao prefeito para que a gente chegue a uma decisão”, considerou.

Em Propriá, o secretário de Saúde, Iokanaã Santana Filho, aprovou a iniciativa de Valberto de Oliveira. “A reunião foi bastante produtiva, onde o secretário apresentou as dificuldades do hospital com o fluxo crescente de pacientes, o que deve aumentar e nos solicitou apoio. Nós apresentamos nossas dificuldades também, que são inerentes a todos os municípios, como contratação de médicos e cumprimento da carga horária por eles. Mas, dentro das nossas limitações, iremos fazer o possível para atender a solicitação de Valberto”, garantiu.

A superintendente do Hospital Regional de Propriá, Patrícia Britto, acredita que o horário estendido trará grande resultado para a sua unidade. “Diante da demanda atual que a gente tem registrado em todos os horários, mas principalmente à noite. Tendo uma unidade básica aberta nesse período e próxima do paciente, certamente é para lá que ele irá. Além do mais esse vínculo entre Estado e municípios precisa ser fortalecido para que outras parcerias surjam. A proposta do secretário Valberto é excelente”, reforçou.

 Visitas

O secretário Valberto de Oliveira iniciou a séria de visitas técnicas nesta quinta-feira pelo Hospital Regional de Propriá. De lá seguiu para o Regional de Itabaiana e depois para o Hospital Universitário de Lagarto, fechando o dia de visitas no Regional de estância.  As visitas foram encerradas nesta sexta-feira, no Hospital Regional de Propriá.

O secretário estava acompanhado da superintendente da Secretaria de Estado da Saúde, Adriana Menezes; da coordenadora da Atenção Pré-Hospitalar e Hospitalar, Jurema Viana; da assessora técnica do Complexo Regulatório de Sergipe, Maria Lucia Santos; do diretor de Comunicação, André Carvalho, e de técnicos da SES.

ASCOM/SES

FOTO: Flávia Pacheco 

 

Deixe seu comentário...