SEM CRISE: Obra da ALESE teve aditivos de quase R$ 3 milhões

O valor inicial da obra foi orçado em R$ 6.053.135,38, mas a obra sofreu seis aditivos e ficou com o custo final de R$ 9.708.502,00 um acréscimo de quase 40%.

ARACAJU/SE – O Palácio Construtor João Alves, sede da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese), localizado no Centro de Aracaju(SE), está em reforma desde julho de 2018. O valor inicial da obra foi orçado em R$ 6.053.135,38, mas a obra sofreu seis aditivos e ficou com o custo final de R$ 9.708.502,00 um acréscimo de quase 40%.

O prazo inicial de entrega era para o mês de abril, houve um aditivo para o prorrogar o tempo de entrega, que foi estendido para julho de 2019. Segundo informações da Alese, o valor total da obra compreende toda intervenção na fachada e hall da sede, como também reforma do anexo localizado na Rua Maruim nº 65, no Centro de Aracaju.

O sexto aditivo assinado em março e com extrato publicado no dia sete de maio, ficou no valor R$ 1.338.637,04. A justificativa é de que foram necessários serviços complementares à obra da fachada e do hall. O documento traz o histórico de todos os aditivos que foram aplicados na obra.

Acesse e veja: 6 Termo Contrato n 022.2018 – CONSTRUTORA JJ LTDA08052019

Sobre esse assunto, o Jornal da Fan, nesta quinta-feira, 23, chamou atenção para o fato de à Alese ter publicado em seu no portal nessa quarta-feira, 22, uma matéria sobre a obra e não ter feito menção de forma transparente do valor inicial e final da obra, nem dos aditivos que a mesma sofreu.

A matéria com o título, “Reforma da Alese: obras serão concluídas em julho”, ainda está disponível e fala inclusive num valor inicial errado. Segundo a matéria, o valor da obra teria sido de R$ 7.140.486,33.

O diretor de comunicação da Alese, Marcos Aurélio, foi acionado para apresentar posição. Assim que as informações chegarem, esta matéria será atualizada.

FOTO:  Alese

 

Deixe seu comentário...