Sepuma reconhece esforço do Ipesaúde em manter convênio com prefeitura de Aracaju

“O Ipesaúde não pode celebrar nenhum convênio à margem da lei e estamos aqui reforçando compromisso.

ARACAJU/SE – Na ocasião foram esclarecidas dúvidas sobre os moldes da lei aprovada em julho de 2018, que modifica o modelo de celebração de convênio entre a instituição e prefeituras.

Durante a manhã desta segunda-feira (18), o diretor-presidente do Ipesaúde, Christian Oliveira, recebeu membros do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aracaju para apresentar detalhes sobre a lei, em vigor desde julho de 2018, que altera os moldes de celebração e renovação de convênio com prefeituras. O convênio entre Ipesaúde e prefeitura de Aracaju encerrará no próximo dia 31 de março.

Na oportunidade, Christian Oliveira apresentou ao presidente do Sepuma, Nivaldo Fernandes, os novos termos do convênio e esclareceu dúvidas.

“O Ipesaúde não pode celebrar nenhum convênio à margem da lei e estamos aqui reforçando  compromisso em buscar entendimento para que os beneficiários da prefeitura de Aracaju não continuem passando por esse constrangimento”, enfatizou o diretor-presidente, Christian Oliveira, que falou ainda sobre renovações já realizadas com outras prefeituras.

A prefeitura de Aracaju está entre as quatro cidades que já possuíam convênio com o Ipesaúde. Já realizaram renovação as prefeituras de Itabaianinha e Simão Dias, além do município de Lagarto, que está com reunião para celebrar renovação marcada para esta terça-feira (19).

Nivaldo Fernandes, presidente do Sepuma, reforçou que espera um consenso para que os servidores não fiquem sem assistência.

“O Ipesaúde se mostrou disposto a negociar. É preciso salientar que a lei que alterou o mecanismo de contribuição é datada de julho de 2018, havendo tempo necessário para uma análise por parte da prefeitura de Aracaju, evitando que a fizesse em vias de encerramento do convênio atual, que ocorrerá no próximo dia 30 deste mês”, afirma.

Os servidores de Aracaju, no que diz respeito à assistência, poderão utilizar os serviços médicos e de urgência até o final deste mês, porém renovações e novas adesões continuam suspensas até a possível renovação do convênio. Aqueles beneficiários que estiverem com a careira vencida neste período podem buscar o serviço de urgência do Ipesaúde.

Convênios

Ao todo, mais de quinze pedidos já foram protocolados, entre prefeituras e câmaras municipais para a possibilidade de adesão ao Ipesaúde, a exemplo da prefeitura de São Cristóvão, que já celebrou convênio, permitindo que seus servidores possam se tornar beneficiários. A ação reforça o reconhecimento do serviço como sendo uma opção atrativa para promover assistência, que atualmente é realizada para mais de 109 mil vidas.

Participaram da reunião representantes da diretoria do Sindicato e das assessorias de planejamento e setor jurídico da instituição.

FONTE & FOTO:  AGECOM / Ipesaúde

 

Deixe seu comentário...