SINAL DE ALERTA: Agentes socioeducativos paralisam por 24 horas, na próxima quarta-feira (19), em Sergipe

Os deputados Luciano Bispo e Capitão Samuel, que se comprometeram em fazer a interlocução com o governo.

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

SERGIPE – Na manhã desta sexta-feira, 14, o Sindicato dos Agentes Socioeducativos do Estado de Sergipe realizou assembleia para tratar de pontos de interesse da categoria e que afetam diretamente a qualidade do serviço dentro das unidades de internação para menores.

Foto: Site MIRA GERAL

Ficou deliberado que os profissionais farão uma paralisação de 24 horas, com o intuito de chamar a atenção do governo para alguns pontos que estão na pauta de negociação, a exemplo da reestruturação da carreira, realização de concurso público e melhorias nas condições de trabalho. Inclusive, essa pauta já está nas mãos dos deputados Luciano Bispo e Capitão Samuel, que se comprometeram em fazer a interlocução com o governo.

“A categoria espera uma resposta efetiva do governador, pois somos a única categoria da segurança que recebe um salário base de R$680. Exercemos as mesmas atribuições dos policiais penais, corremos os mesmos riscos, mas o salário pago é vergonhoso por não termos um plano de carreira. A categoria já está há treze anos sem um concurso público e sem um projeto de reestruturação por parte do Governo. Hoje, as unidades contam com cerca de 105 agentes do quadro efetivo do concurso público realizado em 2006 e cerca 200 terceirizados realizando as nossas funções, o que é estritamente proibido por lei”, ressalta Clichardson Hipólito, presidente do Sindicato do Agentes Socioeducativos.

Além da paralisação prevista para o dia 19, inclusive com a concentração em frente ao Palácio de Despachos, os profissionais também se mobilizam para realizar uma doação de sangue em massa.

Deixe seu comentário...