Tartaruga reabilitada por programa da CELSE em parceria com o TAMAR será devolvida ao mar

Animal da espécie Cabeçuda será reintroduzido ao seu habitat natural

Animal da espécie Cabeçuda será reintroduzido ao seu habitat natural às 16h desta sexta-feira, 14.

Nesta sexta-feira, 14, será realizada a soltura de uma tartaruga da espécie Cabeçuda, que foi reabilitada através do Programa de Macrofauna Marinha da CELSE – Centrais Elétricas de Sergipe em parceria com a Fundação Pro-TAMAR. A reintrodução do animal ao seu habitat natural será realizada às 16h, em frente ao Projeto TAMAR de Aracaju, na Orla da Atalaia, Zona Sul da capital.

Através do programa, os biólogos do TAMAR realizam o monitoramento de 25 km de praia com o objetivo de registrar desovas de tartarugas e encalhes de animais marinhos. A tartaruga-cabeçuda foi localizada no dia 26 de setembro, quando encalhou em um córrego adjacente ao Rio Japaratuba, no município de Pirambu, litoral Norte de Sergipe. O resgate foi realizado e o animal encaminhado para reabilitação.

 

Tartaruga estava encalhada em um córrego adjacente ao Rio Japaratuba, no município de Pirambu

Foram realizados exames que identificaram um quadro de desidratação leve e a avaliação dos veterinários apontou um quadro de pneumonia, que foi devidamente tratado. Durante o processo de reabilitação, a tartaruga expeliu resíduos de plástico rígido e flexível.

Plástico expelido pelo animal durante a reabilitação

A soltura do animal será realizada durante atividade comemorativa no Oceanário de Aracaju e contará com a participação de mais de 90 crianças assistidas por projetos sociais da capital. O evento é aberto ao público, que terá uma oportunidade única de ter contato com um animal adulto desta espécie, que está saudável e pronto para retornar ao mar.

Fonte e foto assessoria

Deixe seu comentário...