Tecnologia e cuidado com o meio ambiente reforçam compromisso de cidade inteligente

Um dos recursos implantados neste ano que tem dado ótimos resultados.

Enquanto o ano de 2017 foi o da “Reconstrução”, 2018 marcou por ser o início da temporada de “Inovação”. Para seguir o Planejamento Estratégico no intuito de transformar Aracaju numa cidade humana, inteligente e criativa, os esforços foram empregados em todas as áreas da gestão, aliando, principalmente, a tecnologia com vistas para o futuro. Setores como segurança, trânsito e meio ambiente foram pensados de maneira cuidadosa, através de estudos e pesquisas de fundamentados.

Segurança de Norte a Sul

Um dos recursos implantados neste ano que tem dado ótimos resultados é o sistema de videomonitoramento nas 44 unidades de saúde de Aracaju. O sistema é uma forma de retaguarda para os profissionais e para os usuários que têm a segurança de ter os olhos da Guarda a todo momento, 24 horas por dia, voltados para as unidades e para a proteção de quem usufrui dela.

A Base Comunitária de Videomonitoramento da Guarda Municipal de Aracaju (GMA) também foi outra novidade na área de segurança. A ferramenta passará por todas as regiões da cidade com o objetivo de analisar o fluxo de pessoas, os horários em que há o maior índice de violência, entre outros pontos para formalizar uma avaliação que possibilite uma ação mais efetiva para a segurança dos aracajuanos e, consequentemente, atuar de forma positiva para o trabalho das forças de segurança do Estado.

Com as novas 18 viaturas, a GMA pode intensificar as rondas por toda a cidade. Com a renovação, a frota foi ampliada em 80% e o trabalho ostensivo foi potencializado, sobretudo nos terminais e veículos do transporte público, nas escolas, praças e unidades básicas de saúde.

As medidas empregadas pela Guarda Municipal têm tido reflexos positivos. De acordo com últimos dados divulgados pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp), foi registrada a menor incidência de assaltos a ônibus dos últimos cinco anos. Ainda de acordo com o levantamento do Setransp, a média vem caindo mensalmente e ano a ano. Em novembro de 2016 foram contabilizados 99 assaltos. No mesmo mês em 2017, com a implementação da operação Terminal Seguro pela PMA, o número caiu para 48, chegando a 18 assaltos em 2018, uma redução de 82% no total.

Trânsito inteligente e acessível

Um dos termômetros de uma cidade é o trânsito. A maneira como ele se comporta diz muito sobre a organização do lugar e, por isso, a Prefeitura de Aracaju tem estudado e desenvolvido ações que possibilitem maior fluidez e mobilidade nesse aspecto. Assim, junto ao Governo Federal, a administração municipal atual assinou, neste ano, o Plano de Mobilidade Urbana que foi idealizado na gestão passada do prefeito Edvaldo Nogueira e ficou paralisado entre os anos de 2013 e 2016. Mais de R$ 130 milhões serão usados para a revitalização de quatro corredores do transporte público, reforma de terminais, construção de abrigos de ônibus e semaforização inteligente.

Um dos primeiros passos para a efetivação desse Plano já está em pleno desenvolvimento. Estão sendo instalados os semáforos inteligentes nos 150 cruzamentos da capital, que funcionarão de forma integrada e de acordo com as necessidades do fluxo de veículos em cada ponto da cidade. A primeira etapa do serviço deverá ser concluída até janeiro e contempla a troca de 69 semáforos na zona Sul de Aracaju.

Outro ponto para a mobilidade de Aracaju foi a criação de novas linhas de ônibus, a exemplo da linha linha 010 – DIA/Zona Oeste; das três novas da Zona de Expansão, a 041-Aquarius/Centro via Tancredo Neves e Nova Saneamento; a 413-Aquarius/DIA via Aeroporto; e a 506-Paraíso Sul/Zona Sul; e da 414 – Marivan/DIA.

Ainda em 2018, e atendendo ao Plano de Mobilidade Urbana, a Prefeitura de Aracaju, juntamente com as das outras cidades que compõe a região metropolitana, deu início às discussões acerca do Consórcio de Transporte Público Coletivo.

Foram realizadas também ações de conscientização, reparos nos terminais da zona Sul, reforma dos pontos de táxi-lotação, revitalização da pintura de 10.813,4 m² da sinalização horizontal da cidade, além da instalação das novas 24 placas indicativas de pontos turísticos e serviços essenciais.

Cuidar do meio ambiente para garantir o futuro

Nunca se falou tanto em preservação ambiental como nos últimos anos e, mesmo que seja clichê, a realidade é que a vida futura depende dos cuidados que temos com o meio ambiente hoje. Por isso, durante o ano de 2018, a Prefeitura de Aracaju procurou intensificar os cuidados com o meio ambiente com ações pontuais, mas, com possibilidade de grandes efeitos.

Além do combate ao descarte irregular e de programas como o Praia Limpa, através do Plano de Arborização Urbana, uma das diretrizes do Planejamento Estratégico, a gestão tem atuado para melhorar a qualidade arbórea da cidade. Assim, as ações têm sido fortalecidas por meio de programas como o Aracaju Mais Verde – Plante com a gente; o Inventário de Arborização Urbana e a supressão e replantio de árvores em avenidas, canteiros, praças e parques da cidade, com o objetivo de requalificar a arborização e aumentar o índice de áreas verdes da capital sergipana. Somente com o Aracaju Mais Verde a Sema já atendeu a cinco comunidades, totalizando o plantio de cerca de 168 árvores.

Ainda no sentido de melhorar a arborização da cidade, a Prefeitura iniciou melhorias estruturais no Horto Municipal, situado no Parque Augusto Franco (Sementeira). No local, são produzidas e armazenadas mudas ornamentais e florestais, que, após todo o processo de preparação, serão plantadas em avenidas, canteiros, praças e escolas públicas da capital, contribuindo com o paisagismo da cidade.

Pensando em trabalhar as ações de dentro para fora, a gestão atua, também, com Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) que nada mais é do que uma série de estímulos da gestão pública para a sustentabilidade. Através da A3P, a Prefeitura tem promovido capacitações, oficinas, entre outras ações voltadas para a política dos 5 R’s: Repensar, Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Recusar.

FOTO: Ana Licia Menezes

Deixe seu comentário...