Tomar do Geru fica às escuras por falta de pagamento de energia

Pedrinho Balbino informou que a dívida ultrapassa a R$ 1 milhão.

O prefeito de Tomar do Geru, Pedrinho Balbino, afirma que o município vem enfrentando graves problemas financeiros e por conta dessa situação, a Sulgipe, empresa que fornece energia para a região, cortou o fornecimento em pelo menos 50 por cento da cidade.

Na manhã desta sexta-feira (14), Pedrinho Balbino informou que a dívida ultrapassa a R$ 1 milhão. Segundo Pedrinho, a prefeitura não tem recursos suficientes e que ao dar prioridade ao pagamento da folha dos servidores, os fornecedores acabam sendo prejudicados com o atraso.

Ele explica ainda que há um déficit de pelo menos R$ 13 mil por mês, já que a arrecadação é em torno de  R$ 9 ou R$ 10 mil, mas a conta a ser paga mensalmente é de aproximadamente R$ 23 mil. Essa diferença acaba sobrando para o município, porém o prefeito diz não ter condição de pargar o restante.

As informações passadas pela Sulgipe são de que alguns  prédios públicos ainda estão com energia por que são contas diferentes, e que alguns desses prédios também estão com atrasos e podem ter a energia suspensa nos próximos meses caso a situação não seja regularizada.

Pedrinho Balbino reconheceu a dívida, mas explicou  que ainda não sabe como vai quitar o débito. Segundo ele, dos 10 meses em atraso, oito são da gestão dele e duas da gestão passada.

Deixe seu comentário...