Vídeo mostra discussão entre cantor e prefeita em Capela

Em um dos vídeos divulgados nas redes sociais, é possível ver o cantor descendo de um van minutos antes do show

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Print this page
Print

Uma discussão envolvendo a prefeita de Capela, ~Silvany Mamlak, o prefeito de Ilha das Flores, Cristiano Beltrão  e o artista Tony Salles, vocalista da banda baiana Parangolé, ganou repercussão nas redes sociais e gerou polêmica durante a celebração da padroeira do município de Capela na madrugada do último domingo (02).

Em um dos vídeos divulgados nas redes sociais, é possível ver o cantor descendo de um van minutos antes do show e sendo abordado pela prefeita, que fala “Palhaçada, nunca mais você toca aqui”.

Em seguida, o cantor reage com um xingamento direcionado à prefeita e é empurrado pelo marida dela, o prefeito Cristiano Beltrão. A partir daí se iniciam os empurrões e os seguranças do artista tentam afastá-lo e direcioná-lo ao palco.

No vídeo que repercutiu nas redes sociais é possível ver quando o marido da prefeita, Cristiano Cavalcante, prefeito de Ilha das Flores, empurra o cantor Tony Sales. Segundo Silvany, o gesto de Cristiano foi um revide a ofensa verbal que o cantor proferiu a ela.

Segundo relato de Silvany, por determinação da Polícia Militar do Estado de Sergipe (PM/SE), todos os shows do município devem acabar às 6 horas, mas pelo horário de comparecimento da banda, não seria possível a realização no horário pré-estabelecido. “Seria inadmissível eu pagar um valor de R$ 130 mil, em uma apresentação que seria de 1h30, e ela ser realizada em apenas 30 minutos”, afirmou.

Em sua conta no Instagram, o cantor agradeceu o público e em um dos stories escreveu: “Anote isso: Só cantei nesse show por todo “respeito” que tenho pelo meu público”. A assessoria do artista ainda não se posicionou sobre o caso.

Deixe seu comentário...